quarta-feira, 26 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Contra a fake news

EDITORIAL

quarta-feira, 12 de junho 2019

Imprimir texto A- A+

Em meio a tantas informações duvidosas, uma boa notícia: um grupo formado por entidades ligadas à área da Justiça, associações e representantes da imprensa foi instalado para atuar na checagem de informações e combate às notícias falsas, as chamadas fake news. O Painel Multissetorial de Checagem de Informações e Combate a Notícias Falsas tem entre parceiros o Supremo Tribunal Federal e o Conselho Nacional de Justiça. Em um primeiro momento, a checagem será feita sobre postagens e notícias a respeitos de atos do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça. A intenção é, futuramente, estender a verificação a outros tribunais e instituições. As notícias serão checadas pelos jornalistas dos sites Aos Fatos, Boatos.Org, Conjur, Jota, Migalhas e UOL-Confere. Outros portais, como o Jusbrasil e Jus Navigandi, também, vão participar.
Ademais, uma das propostas do painel lançado é unir-se à campanha #FakeNewsNão, capitaneada pelo Conselho Nacional de Justiça, que propõe o compartilhamento de postagens, vídeos, textos e artes que esclareçam os danos provocados por informações falsas e ensinem a população a identificar e impedir a circulação delas. O fato é que as notícias fraudulentas são motivo de preocupação em todo o Brasil e o mundo, uma vez que elas atingem a democracia e o Estado Democrático de Direito e são graves quando envolvem o Poder Judiciário. Aliás, as notícias falsas são especialmente graves quando praticadas contra o Poder Judiciário, que lida diariamente com questões sensíveis, muitas de grande repercussão em todas as áreas. Que a iniciativa seja louvada e copiada por outras entidades, também.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter