quarta-feira, 20 de março de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Criança Feliz

EDITORIAL

quarta-feira, 13 de março 2019

Imprimir texto A- A+

infância é o momento mais especial da vida de um ser humano, e deve ser protegida, sempre. Neste sentido, é positiva a notícia de que representantes de 24 estados e do Distrito Federal assinaram um documento no qual se comprometem a dar continuidade ao programa Criança Feliz, voltado para crianças de até 6 anos. O programa deverá chegar a 1 milhão de crianças até o final de 2019, segundo o ministro da Cidadania, Osmar Terra. Atualmente, atende 519 mil crianças e gestantes do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC). A assinatura ocorreu durante o Seminário Internacional da Primeira Infância – O melhor investimento para Desenvolver uma Nação.

O programa Criança Feliz vai na casa, orientar e oferece suporte à família, a como estimular a criança de forma adequada. O programa verifica a situação que a criança está vivendo, as dificuldades que têm e o que pode ser feito de política pública para a família. O objetivo, ao final dos quatro anos de governo, em 2022, é chegar a 3 milhões de crianças beneficiadas. O programa, lançado em 2016, integra as áreas da saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos. Nas visitas semanais, técnicos capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o BPC. As gestantes também recebem atendimento. O fato é que políticas públicas focadas nesses período da evolução humana têm incrível potencial para gerar transformações sociais, sobretudo no que diz respeito aos resultados na educação, na redução de desigualdades e na saúde humana. Que o programa prospere.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter