terça-feira, 18 de dezembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Lava Jato, sinônimo de honradez

JOSÉ G. MONTEIRO ADVOGADO

quinta-feira, 06 de dezembro 2018

Imprimir texto A- A+

Aoperação LAVA JATO, como foi concebida, grande bandeira empunhada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, representa um sentimento de honradez e serve de exemplo à nação, como forma magnânima de combate ao mal da corrupção tornada costumeira, no Brasil, desde seus primórdios, herdada dos nossos colonizadores portugueses e holandeses, a corrupção, prática nefasta, pululou fagueira em todos os segmentos do País, instalando-se perversamente na classe política, causando enorme prejuízo ao povo brasileiro.

Tal mácula é a causa de nosso descrédito e de grande parte de nossa miséria. Ela é irmã gêmea da injustiça e, esta, no dizer de Rui, “[…] desanima o trabalho, a honestidade, o bem; cresta em flor os espíritos dos moços, semeia no coração das gerações que vem nascendo a semente da podridão […], promove a desonestidade, promove a venalidade, promove a relaxação, insufla a cortesania, a baixeza, sob todas as formas […]”.

Como dito antes, a classe política, em quase sua totalidade, foi contaminada e passou a utilizar-se dos meios corruptos como praxe. A legislação penal brasileira é deveras frágil, gerando a má aplicação das reprimendas e a socialização dos criminosos. Daí a impunidade que se assiste, além do próprio esboroamento da Justiça.
É bom frisar que o Judiciário enfrenta, hoje, profunda indignação por parte de acentuada parcela da população, mormente pelas divergências entre os integrantes das Cortes Supremas e os desencontros dos seus julgados, favorecendo a corruptos investigados e condenados em decorrência da Lava Jato.

Diante desse contexto, o que se vê é uma República maculada em seus três poderes, sem contar com a confiança e o crédito da população, contribuindo para fragilizar a Democracia, aliás, muito cara, malgrado seja vilipendiada em todos os níveis de poder, tanto no municipal, quanto no estadual e Federal.
De modo que, se o País deixasse de ter seus recursos surrupiados por significativa parcela dos componentes do Executivo e do Legislativo e contasse com uma legislação rígida e um Judiciário mais consonante com o Ministério Público e a Polícia Federal, com prisão perpétua para corruptos, por certo, seria muitíssimo menor as crises éticas, políticas e morais.

O que se espera é que a nação encontre outro caminho, com ordem e progresso e todos contribuindo para o desenvolvimento, praticando a democracia plena e limpa.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter