30 C°

sexta-feira, 20 de outubro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Livro de Parsifal em Brasília

quinta-feira, 12 de outubro 2017

Imprimir texto A- A+

Aexemplo do que ocorreu em nossa Capital, o livro sobre a personalidade do extraordinário do homem público e intelectual de mérito, Parsifal Barroso, será lançado no dia 18, na Capital de República, num evento a que comparecerá, dentre outros, o seu neto IGOR BARROSO, que vem estimulando a divulgação da trajetória do preclaro líder político, autêntico, legenda de dignidade, na vida pública do Ceará e do próprio País.

Se, entre nós, ele exerceu a deputação estadual e a Chefia do Poder Executivo, em Brasília se projetou, merecidamente, como Ministro do Trabalho de Juscelino Kubitschek de Oliveira e membro do Tribunal de Contas do Distrito Federal, além de Senador da República, embora ele, neste último posto, haja sido instado a ocupar aquela Pasta, quando buscou estabelecer clima de paz social entre patrões e empregados, implantando diretrizes de entendimento entre as duas categorias.
Integrante que fui de sua gestão, quer como Líder da Maioria na Assembleia Legislativa e Secretário do Interior e Justiça, acumulei, com aquela Pasta, a da Educação e da Fazenda, interinamente, permitindo-me identificar o esforço do então Chefe do Executivo para empreender, em tempo de vacas magras, uma gestão que estivesse vínculos, na época, com as aspirações dos nossos coestaduanos.

Após exercer todos esses cargos públicos de relevo, Parsifal foi nomeado membro do Tribunal de Contas do Distrito Federal, cabendo a mim, já como Senador que fui, a tarefa de aprovar tal indicação, por unanimidade, na Comissão do Distrito Federal e, em seguida, no Plenário do Supremo Tribunal Federal, o que ocorreu em concordância plena, levando-se em conta o brilhante currículo do candidato àquele posto.
Some-se a tudo isso a sua condição de professor conceituado e autor dessa obra que reflete o seu talento fulgurante, daí por que se espera que a divulgação na Capital da República ensejará a oportunidade de, para muitos, identificar no ex-Chefe do Executivo alencarino, a cultura poliforma que o notabilizou como intelectual de méritos incontestáveis.
A Capital da República, mesmo na efervescência política que vivencia, fará um hiato neste ambiente conturbado, para reverenciar um Mestre da Cultura, que também, como político, honrou e dignificou a vida pública brasileira.

Mauro Benevides
Jornalista e Deputado Federal

outros destaques >>

Facebook

Twitter