30 C°

sábado, 16 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Renovar é preciso em 2018!

HÉLDER CORDEIRO JORNALISTA

terça-feira, 14 de novembro 2017

Imprimir texto A- A+

Opovo brasileiro financia um Congresso Nacional de 594 parlamentares (513 deputados e 81 senadores). Excessiva representação ineficiente. Tudo em nome de uma Democracia custeada a peso de ouro. Parlamento mais caro do Mundo e campeão de impunidades e de mordomias. Dos 594 congressistas, 300 são investigados, indiciados e denunciados no Poder Judiciário. Tem até deputado que, durante o dia é parlamentar e durante a noite é presidiário, dormindo nos xadrezes da Papuda. Hilariante: recebe auxílio-moradia (mordomia) de quase cinco mil reais/mês.

Essa realidade envergonha o Mundo e vai piorar se tudo continuar como está: um Céu na Terra para os corruptos e seus infiltrados aliados em todos os demais poderes desta República. São amontoados de corruptos, quadrilheiros em todas as siglas partidárias e com objetivos definidos: sangrar a Operação Força Lava Jato, e, remover qualquer obstáculo que possa ameaçar a reeleição dos identificados ficha suja em 2018.

O indiciado e denunciado Michel Temer, eventual presidente da República, distribuiu a senha: “operação raposa no galinheiro”, com a nomeação do novo diretor da Polícia Federal. Indicado por quem? José Sarney, Moreira Franco, Eliseu Padilha, indiciados na Lava Jato e, com aval do ministro Gilmar Mendes consumando a fatura. Caiu o pau do galinheiro. Sem imediata reação dos brasileiros, nas ruas, a roubalheira vai ficar pior do que na época de Lula. Tudo vai ser soterrado definitivamente. Ministério Público amordaçado e a brava geração de “magistrados linha dura” será juridicamente ridicularizada. As manobras já tramitam no Congresso Nacional com voto dos 300 picaretas.

Portanto, só existe uma opção para os brasileiros patrióticos: mudar radicalmente os seus representantes no Congresso. Mudar é preciso e não mais eleger ficha suja nas eleições de 2018. Não percebendo a gravidade do que está sendo engrenado pelos corruptos, não existirá força proporcional a contestar e evitar a queda do Brasil no abismo da desordem generalizada em todos os setores da vida nacional. Estamos decepcionados.

O Congresso Nacional de hoje sofre infecção generalizada. O seu funcionamento é prejudicial ao bem-estar social e ao País. Mudar essa geração de políticos infectados pelos vírus da corrupção é imperiosamente necessidade ao renascer de novos valores éticos e morais na política. Assepsia de caráter obrigatório e abrangente à reconstrução comportamental em todos os poderes constituídos é imprescindível à convivência em democracia com ordem e progresso. Voto consciente faz a mudança e mudar é preciso em 2018!

 

outros destaques >>

Facebook

Twitter