28 C°

sexta-feira, 20 de outubro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Será que o Brasil tem jeito?

quinta-feira, 12 de outubro 2017

Imprimir texto A- A+

Ocenário político do país nos remete a uma reflexão, e o mais grave, aguça um sentimento de angústia a nos envolver negativamente, sobretudo se volvermos ao passado e nos depararmos com o testemunho do famoso e preclaro jurista e político Rui Barbosa, denunciando ,da Tribuna do Senado da República, a destruição geral de nossas instituições.

Tal ocorrência deu-se no longínquo ano de 1914. Passados cem anos do libelo, que parece cada dia mais atual, o Brasil continua a resistir milagrosamente às agressões dos seguidos governos, sempre a enfrentar as mais variadas crises, quase todas invariavelmente baseadas na corrupção arraigada na índole do nosso povo, talvez por herança dos primeiros colonizadores portugueses.

Aliás, o jornalista e poeta Vanderlei Pereira, de saudosa memória, certa feita sentenciou: “o roubo começou desde que Cabral chegou nessa terra brasileira / Viu e começou a dizer: nessa terra deve ter um tesouro sem igual / Se aqui tiver dono eu prendo, / Desceu do navio dizendo: “Vamos roubar pessoal!”
Vê-se, assim, que o contexto atual retrata, de maneira clara, a atualidade do discurso de Rui Barbosa. O objeto da denúncia daquele pronunciamento ainda ocorre nos dias de hoje, com o país mergulhado na maior crise econômica e política de sua história. Daí se dizer que assistiu razão ao poeta Vanderlei.

Diante de todo esse cenário, fui em busca de uma luz no fim do túnel, como forma de amenizar meu sofrer, tendo vislumbrado uma mensagem positiva consubstanciada em excelente artigo de autoria do conceituado jornalista Jorge Henrique Cartaxo, publicado neste vespertino do dia 05 corrente, página 02, sob o título “Fundo cívico”, em que o renomado articulista registra que: “[…] afinal uma primeira reação lúcida e corajosa, mas absolutamente dentro das expectativas democráticas, surge no sentido de mudar o desastre que se anuncia no Brasil diante do apodrecido cenário. Um grupo de empresários – com destaque para Abílio Diniz e Armínio Fraga – resolveu criar uma estrutura para reunir brasileiros honestos interessados no refazimento da nação. […]” Segundo Cartaxo, o prefalado projeto é deveras interessante, de modo que se constitui numa foma de “[…] romper o bloqueio medíocre e corrupto que os partidos impõem ao País.[…]”
Vamos aguardar para saber se o Brasil tem jeito.

José G. Monteiro
Advogado

outros destaques >>

Facebook

Twitter