quinta-feira, 20 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

As novas mídias serão a saída para o pouco dinheiro do PSol

segunda-feira, 21 de julho 2008

Imprimir texto A- A+

O aperto financeiro que o advogado Renato Roseno (PSol) deve passar durante sua empreitada eleitoral desse ano será contornado, segundo o candidato, com a utilização das novas mídias, como o site do candidato, que deve ir ao ar até o final desta semana. Ele informou que o sítio será um ambiente colaborativo onde a população também terá voz. O partidário ressaltou que todo o projeto foi realizado com a utilização de softwares livres e a colaboração de voluntários.

O candidato a Prefeitura de Fortaleza, que já declarou que não aceitará em sua campanha a ajuda financeira de empresas, somente de pessoas físicas, afirmou ontem, durante entrevista ao jornal O Estado, que as carreatas são “demonstrações cafonas” e prejudicam o trânsito, já caótico de Fortaleza. Renato, que vai realizar uma campanha priorizando o meio ambiente, informou também que sua legenda decidiu que vai plantar árvores em alguns locais da Cidade.

O partidário garantiu que o fato de não realizar campanhas que “ostentam milhões” não é somente pelos poucos recursos financeiros que o partido possui, mas principalmente pelas questões ambientais. Ele admitiu ainda que vai “enfrentar o jeito tradicional de fazer política”, que se pauta em prejudicar o meio ambiente e gastar muito dinheiro. Além disso, Renato afirmou que a política tradicional também traz “desalento” à população, “basta mirar os olhares tristes daqueles bandeirantes que estão naqueles locais por necessidade”, ressaltou.

Renato Roseno, que também participou da última disputa para o Governo do Estado, informou que a conversa com as pessoas será o recurso que deverá utilizar em sua campanha. “Vou fazer caminhadas e pequenas reuniões”, informou o advogado que fez questão de ressaltar: “as pessoas têm o direito de falar e eu o dever de ouvir.” O advogado também declarou que serão poucos os comícios que vai realizar.

Como também revelou que sua campanha não vai ser como as tradicionais, que coloca os candidatos em posição de “heróis”, mas, segundo ele, a população é quem vai se sobressair. “Eu sei que essa caminhada é longa, mas nós temos que superar a política tradicional”, desabafou, por diversas vezes, o candidato que encerrou a conversa citando Lênin: “As palavras convencem, o exemplo arrasta”, para mostrar que sua campanha será algo que dará exemplo.

» Em desenvolvimento. O material de campanha do PSol deverá chegar hoje na gráfica. Ontem, Roseno informou que não houve agenda externa de campanha, pois a equipe estava finalizando as peças gráficas. Questionado sobre a dificuldade de arrecadação financeira por parte das pessoas físicas, Renato informou que a dificuldade é o fato do pouco costume que as pessoas possuem já que não estão acostumadas com esse tipo de campanha, que não recebe investimento de empresas.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter