segunda-feira, 18 de março de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Camilo reafirma postura firme no combate ao crime

sexta-feira, 11 de janeiro 2019

Imprimir texto A- A+

O governador do Ceará, Camilo Santana, esteve reunido, na tarde dessa quinta-feira (10), no Palácio da Abolição, com representantes dos poderes Legislativo e Judiciário e de diversas entidades para apresentar as medidas de segurança que o Estado e órgãos parceiros têm tomado para coibir o crime organizado no Ceará. Na ocasião, o chefe do Executivo informou que já foram realizadas 287 prisões nos últimos dias, reforçou a importância do apoio de diferentes setores e garantiu que o Estado não vai recuar no combate ao crime. O momento também foi o de ouvir sugestões dos presentes.

“Realizamos forte investimento na área de segurança e no sistema penitenciário. Aumentamos em 50% o número de policiais e estamos dobrando o número de agentes, além de criarmos uma secretaria própria para cuidar do sistema. Estamos tirando regalias dos presídios e isso causou toda uma reação do crime organizado do lado de fora”, citou Camilo. “Além de tudo, já transferimos 21 chefes de grupos criminosos e, nas próximas horas, vamos transferir mais 20. A minha decisão é não recuar nenhum milímetro e não tenho dúvida que essas ações terão reflexo positivo para os cearenses no futuro próximo”, emendou o governador.

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, disse que o povo cearense não pode se intimidar diante dos fatos. “Quero mostrar satisfação pela forma como estamos agindo diante deste cenário. Com contundência. Querem criar um cenário de pânico, de medo, para gerar pressão para frearmos esse enfrentamento. Nosso papel é manter, dentro das nossas possibilidades, o serviço público funcionando”.

Zezinho Albuquerque, presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, destacou a parceria na missão de garantir a segurança. “Informo aqui que todos os projetos que foram enviados para a Assembleia pelo Governo do Ceará foram aprovados. Reforçando que foram 10 mil novos policiais em quatro anos.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter