terça-feira, 17 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Comaduec divulga pesquisa de intenções de votos

terça-feira, 02 de setembro 2008

Imprimir texto A- A+

Ontem à noite, a Convenção de Ministros das Assembléias de Deus Unidas do Estado do Ceará (Comaduec) reapareceu no cenário político municipal. Integrantes do grupo, que está proibido pela Justiça de realizar qualquer tipo de manifesto, distribuíram, na noite desta segunda-feira, na Praça do Ferreira, o resultado de uma pesquisa de intenção de votos para prefeito de Fortaleza realizada pela própria Comaduec.

A denúncia de que o material estava sendo entregue a populares foi feita ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que enviou dois fiscais ao local para a checagem das informações. A autuação em flagrante, no entanto, não aconteceu, porque, quando os fiscais chegaram, o grupo já tinha ido embora.

Às 19h 15min, quando a reportagem do O Estado chegou à praça após saber do caso, o movimento estava calmo e não aparentava nenhuma movimentação brusca. Nos bancos, os mesmos freqüentadores de sempre. E em um deles, o professor Roberto Nogueira Santos, que, segundo informou, foi abordado por quatro pessoas por volta das 19h, dizendo: "olha aí a intenção de voto como está".

Seu Roberto explicou que, em momento algum, eles se identificaram ou citaram o nome de algum candidato. Tinham, porém, muitos panfletos debaixo do braço. "Uma dessas pessoas era um homem engravatado. Eles vieram como um meteoro e saíram como um meteoro", disse.

A descrição foi similar ao que o confeiteiro Valdir Marques Júnior narrou. De acordo com ele, duas mulheres chegaram, "entregaram o papel" e foram embora. "Nem li direito, porque não gosto muito de política", admitiu.

Os dois fiscais do TRE buscaram vestígios da atuação da Comaduec por toda a praça, mas não encontraram nada além de quatro exemplares do resultado da pesquisa. Um deles retirado de um cesto de lixo. Segundo um desses fiscais, que preferiu não se identificar, a distribuição do material é ilegal porque o grupo religioso já tinha sido advertido pela Justiça de que estava terminantemente proibido de realizar qualquer ato que viesse a denegrir a imagem de algum candidato. "Vamos analisar a autenticidade desse documento, porque ele precisa ter registro junto ao Tribunal", declarou um deles.

Como não conseguiram autuar o flagrante nada na Praça do Ferreira, os fiscais se dirigiram à Praça José de Alencar, mas também saíram de mãos vazias. A abordagem a algumas pessoas chegou a ser feita, mas feirantes, transeuntes e guardas municipais falaram não ter visto nenhuma manifestação suspeita.

Esse desgaste a algum postulante citado pelo fiscal consta no resultado da pesquisa, que traz o principal alvo de ataques da Comaduec, a candidata do PT à reeleição, Luizianne Lins, com o segundo pior resultado: apenas 3% das intenções de voto. O melhor posicionado, conforme os dados do levantamento feito entre os dias 18 e 27 de agosto e que ouviu 800 pessoas, é o candidato do DEM, Moroni Torgan, com 30%. Ele é seguido de perto por Patrícia Saboya (PDT), com 28%; Adahil Barreto (PR), com 5%; e Luiz Gastão (PPS), com 2%. Os demais candidatos não atingiram 1% de preferência.

Procurada pelo O Estado, a Convenção assumiu a autoria da pesquisa e rebateu a afirmação de que o estudo precisa ser registrado no TRE. "A nossa pesquisa é de cunho religioso e não está sendo divulgada nos meios de comunicação. Por isso, pode ser registrada apenas no 3° RTD.

Ela foi feita porque havia o desejo de saber como estava a situação do mundo político na Igreja", falou o membro da Comaduec, evangelista J. Menezes, assegurando que o nome petista exposto durante as entrevistas foi Luizianne e não Jezabel, como a Convenção vinha se referindo à atual prefeita.

O religioso garantiu que não se trata de uma perseguição à candidata, mas apenas "dados que mostram a realidade". Da mesma forma, afirmou que a Comaduec não apóia nenhum outro candidato e que, se isso vir a acontecer, será somente no segundo turno, agendado para o dia 26 de outubro.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter