quarta-feira, 22 de agosto de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Denúncia sobre viaturas do Ronda Escolar acirra ânimos no plenário

sexta-feira, 09 de fevereiro 2018

Imprimir texto A- A+

O vereador Márcio Martins (PR) denunciou, ontem, durante sessão na Câmara Municipal de Fortaleza, que 15 viaturas do Ronda Escolar estão paradas por falta de manutenção. O parlamentar cobrou das secretarias de Educação e de Segurança, os devidos esclarecimentos sobre o assunto.

“Não há como essa Casa não vincular nos próximos dias a questão da falta de segurança, e em meio a esse caos vimos uma cena que é de causar verdadeira vergonha. É um descaso e falta de respeito com a população o fato de 15 viaturas da Inspetoria de Segurança Escolar, que é ligada a Guarda Municipal, estarem paradas por falta de manutenção. O pior é que nenhuma das secretarias assumem a responsabilidade e o maior prejuízo é dos alunos”, criticou.

De acordo com o parlamentar, existem algumas viaturas que estão paradas por falta de pneus.“Quem perde com isso é o aluno da periferia, que, muitas vezes, têm seus objetos assaltados no entorno das escolas. Fica o nosso repúdio a essa atitude desrespeitosa e solicitamos que as secretarias possam vir dar os esclarecimentos e que os parlamentares da base possam dar uma satisfação”, destacou.
Em resposta as críticas, o vereador Michel Lins (PPS) ocupou a tribuna, na sequência, e informou que entrou em contato com o secretário Azevedo para solicitar informações sobre o assunto. O parlamentar esclareceu que na próxima quinta-feira, 15 de fevereiro, todas as viaturas estarão em “pleno funcionamento fazendo a ronda no entorno das Escolas Municipais”.
Além dele, o vereador Adail Júnior (PDT) também entrou no debate. O parlamentar criticou o discurso do colega, o vereador Márcio Martins (PR) que denunciou a falta de manutenção de viaturas do Ronda Escolar da Guarda Municipal de Fortaleza.

Manutenção
Adail afirmou que “se tem viatura em manutenção é porque elas são usadas” e que existe uma justificativa para não estarem disponíveis para o serviço. “É só mandar o pedido de informação que o Acelino responde”, ressaltou.
O parlamentar ainda apontou um certo “incômodo” de “algumas pessoas” com a situação da educação em Fortaleza. “Incomoda a educação de Fortaleza ser a que mais cresceu entre todas as capitais do Nordeste. Incomoda 98% das escolas municipais serem padrão MEC. Incomoda que em cinco anos crescemos mais do que nos últimos 50 anos”, ironizou.

outros destaques >>

Facebook

Twitter