domingo, 16 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Deputados apresentam demandas municipais na AL

quinta-feira, 23 de maio 2019

Imprimir texto A- A+

Em uma sessão sem grandes embates, deputados estaduais ocuparam, ontem, a tribuna no plenário da Assembleia Legislativa, para destacar pautas de interesses municipais. O deputado Agenor Neto (MDB) foi um dos que defendeu a formalização de uma comissão de parlamentares na Casa para unir forças no sentido de cobrar a perfuração e instalação de poços profundos em comunidades das regiões Centro Sul do Estado e Inhamuns.

Segundo o parlamentar, essas regiões registram chuvas abaixo da expectativa, e as ações do Governo do Estado em relação à perfuração de poços precisam ser intensificadas. “Temos diversas comunidades da região Centro Sul em que foram perfurados poços, mas eles não foram instalados, ou então outras em que foram feitos estudos, mas os poços não foram perfurados. E isso é uma necessidade enorme destes municípios”, apontou Agenor Neto.

Ele salientou ainda que existiriam 20 máquinas perfuratrizes na Superintendência de Obras Hidráulicas do Estado (Sohidra) e que poderiam ser aproveitadas nestas regiões.

“Não entendo porque não temos nenhuma dessas máquinas nessas regiões. Elas deveriam estar lá devido às necessidades, já que daqui para frente vamos enfrentar sérios problemas de estiagem e devemos nos antecipar a eles”, cobrou o deputado.
Sobre o assunto, o deputado Audic Mota (PSB) reconheceu os esforços do governador Camilo Santana em contemplar a região dos Inhamuns com a atenção dada pela Secretaria de Recursos Hídricos do Estado (SRH), mas que algumas questões precisam ser melhoradas. “De fato temos uma desorganização entre a perfuração e a instalação de poços em algumas localidades, e precisamos garantir que elas tenham o mesmo ritmo”, avaliou o deputado.

Transporte
O deputado Nizo Costa (PSB) defendeu demandas dos trabalhadores das cooperativas do transporte alternativo da Região Metropolitana de Fortaleza. O parlamentar, que abriu diálogo com a Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce), disse que a ideia é voltar a cobrar demandas da categoria, como a regulamentação dos serviços entre os municípios da Região Metropolitana. De acordo com o parlamentar, a melhora da qualidade do serviço não irá beneficiar apenas os trabalhadores, mas toda a população usuária do transporte alternativo.

O deputado lembrou ainda que o Governo do Estado já concedeu benefícios fiscais que favorecem muito o trabalho dos profissionais, como isenção do pagamento do Imposto sobre circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto de Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).
Na mesma linha, o deputado Nezinho Farias (PDT) voltou a comentar a questão do transporte público. “Hoje, o transporte complementar existe em todo o País e no Ceará, graças às iniciativas dos governos recentes, têm encontrado seu caminho e certamente atingirá um melhor padrão de qualidade”, disse.

O deputado Vitor Valim (Pros) também elogiou o trabalho realizado pela categoria do transporte complementar, e criticou o transporte regular. “Só não façam que nem as empresas de ônibus que agora obrigam o cidadão a ter um ticket eletrônico para poder usar o transporte. Se o cidadão tiver dinheiro na mão, não usa. Isso é inadmissível”, afirmou.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter