segunda-feira, 16 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Deputados pautam Interior em pronunciamentos na AL

quinta-feira, 12 de setembro 2019

Imprimir texto A- A+

O dia de ontem (11), na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (AL-CE), foi permeado por pronunciamentos de deputados estaduais comentando e repercutindo acontecimentos de municípios do interior do Estado. Os assuntos pautados foram de simples registros e homenagens a casos específicos de segurança pública.

Sérgio Aguiar (PDT) comunicou, durante sessão plenária da Casa, que foram identificados e indiciados dois autores de ataque à casa dos transmissores da rádio Regional AM, do município de Ipu. O episódio aconteceu no dia 23 de maio, quando o local foi arrombado, com objetos tendo sido roubados e outros danificados.

Segundo o parlamentar, desde então foram realizadas intensas investigações para chegar aos autores do crime. Ele considera que o que ocorreu foi um atentado à democracia cearense: “Foi um atentado à voz daqueles que, pelos microfones, tentam fazer um trabalho sério, passando credibilidade nas informações transmitidas.” De acordo com ele, o ataque teve a nítida intenção de tirar a emissora do ar. “Não quero pensar que tenha acontecido a mando de alguém, talvez tenha sido por um interesse próprio ou um desejo de calar a emissora”, avaliou.

No mesmo dia, Sérgio Aguiar também parabenizou os municípios de Morrinhos e Pindoretama pelos seus aniversários de emancipação, comemorados na última semana. Os municípios completaram, respectivamente, 62 e 32 anos.
Já Tony Brito (Pros) cobrou providências do prefeito de Caucaia, Naumi Amorim, em relação à segurança das escolas do município. Segundo o parlamentar, na última segunda-feira (9), o teto de uma quadra esportiva da Escola Municipal Dom Antônio Almeida Lustosa desabou, ocasionando suspensão das aulas. O ocorrido, diz o deputado, fato vem aterrorizando pais de alunos. “Peço que técnicos da Prefeitura de Caucaia façam inspeção nas escolas municipais para saber quais têm condições ou não de funcionar, e as que não tiverem, que sejam interditadas”, defendeu.

O pronunciamento de Romeu Aldigueri (PDT), por sua vez, destacou ações para ressocializar presidiários da cadeia pública do município de Granja. Ele destacou o projeto Oportunidade Colorida, que ensina presidiários a pintar. “Nesta turma, 20 presos estão fazendo o curso profissionalizante de pintura, que oferece oportunidades e capacitação”, disse.
Ele enfatizou que mais de 100 pessoas cumprem pena no presídio e destacou que o projeto tem grande importância para ressocializar os detentos e inseri-los na sociedade, já com oportunidades de trabalho. “O espaço ainda é pequeno, mas a ideia é fazer outras turmas para ofertar cursos”, afirmou, elogiando a administração pública do município.

Estradas
O deputado Audic Mota (PSB) rebateu o pronunciamento da deputada Patrícia Aguiar (PSD) da última sexta-feira (6) sobre a paternidade dos recursos voltados para a construção de estradas estruturantes na zona rural do município de Tauá. O parlamentar lembrou que seu primeiro pronunciamento sobre o tema teve a intenção de evitar mal-entendidos sobre a responsabilidade das obras, uma vez que estaria circulando nas redes sociais uma publicação com informações falsas.

“Semana passada, estava em Brasília representando a Assembleia num curso e fui surpreendido com um pronunciamento rebatendo o que trouxemos. Tivemos a leitura de um texto que levou uma semana para ser escrito, justificando o que não se justifica. Os convênios com o DER [Departamento Estadual de Rodovias] foram assinados pelo prefeito Carlos Windsor e podem ser conferidos no Portal da Transparência”, frisou.

Audic Mota citou a afirmação da deputada Patrícia Aguiar de que os recursos teriam sido articulados pelo deputado federal Domingos Neto (PSD), ainda em 2016, quando ela era prefeita do município. “A deputada garantiu que foram seis convênios assinados por ela enquanto prefeita, mas que foram cancelados por estar em período eleitoral. Mas, na verdade, o município estava irregular e tentaram apresentar uma certidão falsa do Tribunal de Contas do Município atestando o contrário. Tauá saiu da inadimplência há pouco tempo, não poderia receber recursos”, esclareceu.

O deputado reforçou que não estava buscando disputa eleitoral: “Estamos questionando aqui a veracidade dos dados. Quer ir para outro debate? Vamos ver quem enfrenta processo e ver quem cansa primeiro. Não vou me calar diante de uma situação como essa, pois vira moda.”

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter