30 C°

quarta-feira, 20 de setembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Heitor Férrer denuncia irregularidades em Upas

quinta-feira, 20 de abril 2017

Imprimir texto A- A+

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para repassar informações prestadas por profissionais médicos sobre irregularidades nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s) do município de Fortaleza e do Estado, gerenciadas pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH).

Segundo um documento encaminhado ao Sindicato dos Médicos, entre as denúncias, estão a falta de medicamentos e material básico para o bom funcionamento dos plantões bem como precariedade das condições de trabalho dos profissionais.
Heitor destacou que os médicos citaram ainda atrasos no pagamento dos salários e pedem melhorias na segurança e higiene das unidades, mais profissionais das medicinas clínica e pediátrica para atender a excessiva demanda e horário de descanso intra-jornada. “É um caos que se instala, que se reflete no bem-estar do profissional médico e do usuário do sistema, que busca o atendimento médico”, disse.

O parlamentar criticou ainda a atuação do ISGH e lembrou que, em 2016, apresentou pedido de CPI para investigar o instituto, mas não logrou êxito. “Fui duro quando disse que o ISGH cheirava a uma Lava Jato no Estado. Pedi, no ano passado, uma CPI para que os deputados pudessem adentrar na intimidade desse instituto, que virou um estado dentro de outro, com recursos oriundos do Poder Público, mas não presta satisfação do que gasta e como gasta”, criticou.

Defesa
Em nota, o ISGH informou que “todos os contratos de gestão, processos de compra, processos seletivos, contratações, legislações e bens e insumos do ISGH estão disponíveis para a população no site do Instituto e passam por constantes auditorias operacionais do Tribunal de Contas do Estado do Ceará. Sobre as reivindicações trabalhistas, informamos que não fomos notificados oficialmente pelo sindicato da categoria”.

outros destaques >>

Facebook

Twitter