segunda-feira, 17 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

A África é aqui

Fernando Maia

Colunista - Política

terça-feira, 04 de setembro 2018

Imprimir texto A- A+

 

O recrudescimento dos atos de criminosos em Fortaleza, principalmente nos bairros mais afastados e pobres, nos leva a uma situação pouco diferente do que ocorre nas guerras tribais da África. Ali, são constantes os saques de alimentos e outras ajudas internacionais, destruindo-se postos de saúde e hospitais, num perene genocídio. Na capital cearense, a ação destruidora da bandidagem não respeita nem estabelecimentos onde os governantes oferecem ajuda à população pobre no campo da saúde. Ontem, os médicos que atendem a um dos postos de saúde de um dos bairros da periferia viram-se obrigados a suspender o atendimento de centenas de pessoas necessitadas, e com casos urgentes, devido ao aumento de ataques a essas instituições. Trata-se de mais uma demonstração de que os malfeitores não respeitam autoridades e muito menos a vida humana. É a clara comprovação da incapacidade do nosso sistema de segurança e da falta de estrutura como alerta geral de que a violência se equipara à truculência de países que se acham há anos em guerras fratricidas. O que terá motivado essa repentina mudança de comportamento social? A falta de feijão na panela ou a índole da maldade que, de repente, aflorou nos corações de segmentos menos abastados da sociedade? Ou será a falta de verbas para acelerar programas humanitários que se mostrem eficientes no combate a ira da revolta?

Danilo não dá moleza a Temer. Em plena campanha pela sua reeleição, o deputado Danilo Forte (PSDB) se acha empenhado na derrubada do veto do reajuste salarial irresponsavelmente concedido pelo presidente Temer a milhares de agentes comunitários da saúde.
Por mais justo que fosse, por se tratar de profissionais mal pagos, o momento é intempestivo.

Clareando . Ciro Gomes, com pouco tempo de TV, poderá, de acordo com pesquisa do instituto FBS, ser favorecido pela ausência de Lula, garantindo com Bolsonaro o Segundo turno.
Guaribado .E Ciro parece entender assim. Ontem, deu um “up-grade” no visual aparecendo no debate UOL- Folha de São Paulo, inteiramente “guaribado”, como fez Katia Abreu.
Vale tudo . E não foi só no visual. Na retórica, Ciro foi dócil e afetivo com o barbudo preso em Curitiba, a quem qualificou como “meu amigo Lula”, em visível e intencional apelo eleitoral.
Tema delicado .
No auge da correria por votos, Eunício Oliveira tentará esforço concentrado para discutir a “batata quente” do reajuste de 16,38% dos ministros e procuradores, tema delicadíssimo.
Não resolve .
Para o General Theophilo, aumentar efetivos policiais é apenas o começo no combate ao crime organizado, que exige muito mais: inteligência, tecnologia e ciência de investigação.
Alertando . O deputado Raimundo Matos alerta a sociedade civil e ao Congresso Nacional por conta da ameaça da União dos Caminhoneiros. Nova paralisação está programada para depois do dia 7.
Pai-pai . O ex-deputado Eudoro Santana, principal orientador do governador Camilo, está de férias do Iplanfor para se incorporar à campanha do filho Camilo à reeleição.
Referência . A cúpula nacional do PSDB tem interesse direto na reeleição do deputado Danilo Forte, aquisição da sigla hoje considerada referência como deputado atuante.
É da turma. Consulta feita a todos os presidenciáveis sobre o que pensam dos 6 x 1 do TSE contra a candidatura de Lula, o único que ficou ao lado dele foi o Boulos, do Pstu.

“A democracia não é um sistema de governo de consenso; é um regime em que as diferenças são absorvidas institucionalmente e as pessoas têm respeito por quem pensa diferente” Ministro Luís Roberto Barroso, sobre o voto do ministro Fachin pró-candidatura de Lula.

 

 

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter