28 C°

quarta-feira, 23 de agosto de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Abaixo o “páraquedismo”

Julieta Brontee

+ SUPLEMENTOS

sexta-feira, 21 de abril 2017

Imprimir texto A- A+

A imprensa política que cobre a AL, principalmente nos últimos meses, tem denunciado, repetidamente, a presença rarefeita de deputados. Segundo alguns analistas, essa presença diminuta se deve, em muitos casos, à desmotivação de alguns parlamentares de oposição, irritados com a aprovação de poucas de suas propostas apresentadas. Para outros, existe também, para alguns deputados, a pouca disposição para o debate e para a tribuna.
Em outros casos, alega-se a existência de preocupações de alguns deputados com seus negócios e problemas particulares. De qualquer forma, em ambos os casos, há uma dose de razão, tendo em vista que o atrativo maior de um parlamento, inclusive para os seus expectadores, é a atuação parlamentar, a participação nos debates e com destaque, se houver talento para tal, os grandes “shows” de oratória, cujos atores são cada vez mais raros.
Na sessão de quarta-feira, 19, alguns parlamentares resolveram esclarecer o principal motivo da maioria das ausências. Trata-se, segundo eles, do empenho em manter acesas as relações dos deputados com as lideranças interioranas. Com isso, dizem eles, torna-se possível o combate à “praga” dos políticos “páraquedistas”, cheios de dinheiro de origem duvidosa, e que só escolhem para “atacar” às vésperas das eleições. Trata-se de uma “praga” a ser extinta.

ELES MANDAM – A decisão dos empresários de ônibus, de retirar de circulação, quarta-feira, dos seus veículos devido a ações criminosas, em que estes eram queimados nas ruas por mal-feitores, foi a prova inconteste de que a bandidagem, que já é farta nos parlamentos e ministérios começa a tomar posse também das cidades, a começar da nossa.

DESCORTEZIA – Não pegou nada bem o deputado Joaquim Noronha (PRP), cuja marca registrada tem sido sempre a elegância no vestir, investir contra o seu colega Mário Hélio (PDT), que lhe fizera críticas, a quem “acusou” de frequentar mal-vestido o Plenário daquela Casa. O representante da Cidade 2.000, ao responder, lembrou ser homem de poucas posses, e que só conta com os vencimentos da AL, que reparte com as pessoas mais pobres.

RETALIADORES – Na situação moral em que se encontra o Brasil, com mal-feitores atuando nos mais altos postos, e sedentos de tapear a Justiça e a Lei, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Operação Lava Jato, fez apelo para que a sociedade não permita a aprovação pelo Senado, da PEC dos senadores Renan e Requião (PMDB), contra o abuso de autoridade. Para ele, tudo não passa de mais uma tentativa de retaliação, partida de corruptos e apoiadores.

HUMANIZANDO – Com o incontido aumento da população de canino, felinos e outros Pets em Fortaleza, o prefeito Roberto Cláudio mostra-se disposto a acolher projeto de indicação da vereadora Larissa Gaspar, propondo a criação imediata da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Animal. Com isso, além de se preservar a saúde dos animais de estimação, o mesmo ocorrerá em relação à população, mais protegida contra males por eles transmitidos.

NO VAZIO – Justo quando mais a Assembleia Legislativa, assim como os demais parlamentos do país mais precisam debater temas sérios e de interesse da sociedade, o elegante deputado e desportista Gony Arruda (PSD) ocupou seu precioso tempo na tribuna para verberar protestos contra decisão do STF, que decidiu, exatamente 20 anos depois, considerar campeão brasileiro de futebol o Esporte Clube do Recife, e não o Flamengo, do qual é diretor e torcedor.

GRANDES QUE CAEM – Uma das preocupações do novo presidente do PT de Fortaleza, Acrísio Sena está na ameaça de “racha” do partido na capital. A todos os petistas, ela tem alertado sobre o que vem acontecendo com partido em que a unidade não é prioridade. Quem acompanha a política, sabe quantos “partidões” já naufragaram, depois dos governos militares. Um deles, o PSDB, depois de quase ir ao fundo começa a se reerguer aos poucos.

outros destaques >>

Facebook

Twitter