terça-feira, 16 de outubro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Alerta

Lauriberto Braga

Colunista - Esportes

domingo, 07 de agosto 2016

Imprimir texto A- A+
Os possíveis malefícios da prática excessiva de esportes e atividades físicas para a fertilidade masculina
Alberto da Costa Stein e Vanessa Krebs Genro, médicos da Insemine – clínica gaúcha especializada em reprodução humana, escreveram artigo publicado pelo livro Exercise and Human Reproduction- Induced Fetility Disorders and Possible Therapies. O artigo fala que além de possíveis lesões físicas, causadas durante a prática ou o excesso de atividade física, a qualidade do sêmen também pode ser prejudicada, causando complicações e até infertilidade.

Em ano de Olimpíadas no Brasil, é importante conhecer os efeitos das atividades físicas no corpo humano. Não somente os já sabidos reflexos positivos que têm a prática de atividades que exigem esforço físico, mas também osreflexos negativos que elas podem causar ao sistema reprodutivo. Em artigo publicado no livro Exercise and Human Reproduction- Induced Fetility Disorders and Possible Therapies, os médicos Alberto da Costa Stein e Vanessa Krebs Genro, que o excesso da prática de esportes e atividades físicas podem prejudicar o sistema reprodutivo masculino. Este livro foi o primeiro a reunir conhecimentos e experiências médicas relacionadas à prática de esportes e atividades físicas e foca em ambas as consequências, positivas e negativas, do esporte e da atividade física para a fertilidade feminina e masculina.

Apesar dos já sabidos benefícios da prática de exercícios físicos, os esportes têm impacto direto também no sistema reprodutivo masculino. Segundo um dos autores do artigo, o médico Alberto Stein, o esforço derivado da prática de atividades físicas é benéfico aos sistemas muscular e endócrino mas não ao sistema reprodutivo. “Além de possíveis lesões físicas, causadas durante a prática ou o excesso de atividade física, a qualidade do sêmen também pode ser prejudicada, causando problemas e até a infertilidade”, explica Stein.

Os efeitos do exercício sobre o sistema de reprodução masculino variam, dependendo do tipo de atividade física, intensidade da performance e condicionamento físico do praticante.

A possibilidade do excesso de esforço derivado da prática de atividades físicas prejudicar a reprodução foi antes identificada no sistema reprodutivo feminino mas, atualmente, já se sabe dos efeitos igualmente danosos que produzem do sistema reprodutivo masculino.

 

Jornalista responsável:Maria Carolina Castro dos Santos

(51)8322-4225

Eliana Camejo Comunicação Empresarial Ltda
(51) 3346.4642
[email protected]

abmed

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter