segunda-feira, 17 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Antes que fique tarde

Macário Batista

Colunista - Política

quarta-feira, 24 de abril 2019

Imprimir texto A- A+

 

A Avianca entrou em estado falimentar. Pediu recuperação judicial, não arrumou grana pra pagar os aviões arrendados. Os proprietários das aeronaves foram pedindo de volta e por conta disso a Avianca foi fechando voos, extinguindo bases, deixando linhas a ver navios. Um exemplo disso era o bem avaliado e quase sempre lotado voo noturno ligando Fortaleza a Juazeiro do Norte, seguindo pra São Paulo. E o trecho no trajeto inverso, isto é, São Paulo, Juazeiro do Norte, Fortaleza. Quase um bate-volta de grande interesse para o Cariri cearense e Estadas vizinhos como parte de Pernamnuco e a Paraiba. Pois bem; estamos na rua com esses horários.É só um exemplo e isso nos remete a pensar na frente e rápido. O que fazer? Ora, chamar a Gol, a Azul e a Latam pra discutir o assunto. Fazer uma DR. Temos carga, temos passageiro, temos aeroporto e fase de ampliação (o que foi uma roubada na hora de “doação” do equipamento) e partir pro ataque: Motivos quais vocês não correm, isto é, vocês não voam pra cá no lugar da Avianca? Num passado nojento, a Varig que caiu num buraco fundo de tanto perseguir possíveis concorrentes, fazia o contrário. Botava voo em cima de voos adversários até sufocar o outro. Daí que, como dizia Mãe Vovó Petronilha, A Racista, lascou-se nega do doce. A querida TAF, sonho do meu saudoso amigo e companheiro comandante João Ariston Pessoa de Araújo, foi vítima da Varig. Tinha um voo diário Fortaleza-Terezina-São Luiz-Belém-Manaus. A Varig botou um voo em cima da TAF que não suportou e fechou a linha. Depois foi a vez da mesma história com Caiena. Até que a TAF cansou e o Ariston jogou a toalha. E teve voos pra Juazeiro do Norte que a TAF fazia e a Varig resolveu acabar também. Mesmo processo.A TAF tinha um Caravan via Iguatu. A Varig botou um jato e… Então, sem ser canibal, o povo e as autoridades de Juazeiro do Norte, incluindo o comércio e a indústria, corram pra quem está vivo e chamem alguém pra fazer o voo.

A diferença. Enquanto os aventureiros voltam a seus lugares, a memória dos empreendedores fica mais rica. A Avianca fecha as portas no Brasil. Uma aventura que durou pouco. O empreendedor comandante Ariston Pessoa de Araújo permanece na história dos que sonhavam e realizavam. A TAF existe. Ariston está vivo no coração da aviação do Brasil.

Preocupação
Sobre a saída da Avianca de Juazeiro do Norte. Bateu preocupação com o assunto. Comércio e indústria estão em desespero.
E mais…
Não há perspectva de reposição a curto prazo dos voos ligando Juazeiro a Fortaleza, nem refazendo o trecho Juazeiro do Norte a São Paulo. Não existe avião em prateleira.
Notícias do outro lado
Papa diz que pessoas que rejeitam homossexuais ‘não têm coração’.Declaração foi feita ao comediante britânico Stephen K. Amos, que é gay.
Sem entrevistas
Raquel Dodge, proibiu que Mônica Bérgamo e Florestan Fernandes entrevistassem Lula na cadeia.
E explicou
…entre as finalidades da condenação de presos está o objetivo de cumprimento da pena “com discrição e sobriedade”.
Advinhou a pauta
“O fato é que ele [Lula] é um detento em pleno cumprimento de pena e não um comentarista de política”. E se os dois quizessem falar de receita de bolo?
Elegância
Rogério Ceni trouxe mais que conquista de título para o Fortaleza. Ceni, paulistano de olhar sério e riso difícil, deu ao Ceará algo que se perde no Brasil: Elegância.
156
Roberto Cláudio foi à Vila Pery. Viu a buraqueira que a chuvarada fez. Deitou ordens de serviços e pediu que a população ligasse o 156 pra dizer onde precisa de remendos.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter