sábado, 25 de maio de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Assustado de esperança

Macário Batista

Colunista - Política

sexta-feira, 01 de março 2019

Imprimir texto A- A+

 

Um dia, fui proibido de falar de invasão de cidades com saques em comércios, porque acaba incentivando novas invasões. Outro dia, foi proibido de falar de suicídio, porque isso levaria a novos suicídios. Mais um dia, fui proibido de falar e até entrevistar homosexuais, porque era politicamente incorreto. Como na época não havia o regime policialesco de agora, a gente podia comentar no bar da esquina: hoje, fui proibido de botar um “viado” pra falar. Hoje, isso daria cadeia, ou, no mínimo, um processo por discriminação. Pois bem. As coisas foram mudando tanto e em tão pouco mais de 20 anos que assusta e dá esperança em que nada mais se proíba. Invasões, não de famintos, mas de bandidos armados aos bandos, vai pro noticiário, sim. Mostram-se suicídio quase ao vivo. Toda novela tem, no mínimo, dois gays e casais lésbicos. Mas, aí desceu uma crise que não sei se é de identidade, sinal dos tempos ou se serão as previsões do apocalipse. E tem a crise política profunda e assustadora. É nesses momentos de crise profunda das instituições democráticas que as pessoas se sentem mais obrigadas a criar novas formas de sobrevivência da civilização, unindo-se em torno de causas comuns, da defesa do meio ambiente à garantia dos direitos fundamentais e de um mundo menos desigual. Resgatar os movimentos de resistência contra o arbítrio também alimenta as discussões. Refletindo assim, Kotscho diz que quando os caminhos se fecham para cada um de nós, é preciso encontrar saídas coletivas. Ninguém vai se salvar sozinho. E solidariedade é a palavra chave nessas horas difíceis. A História é feita de ciclos, como as marés e as estações. Um dia, os velhos monstros voltam para seus mocós e vão dar lugar a novas lideranças, com novas ideias, para a construção das repúblicas do amanhã.

Escolha uma que já tenho a minha.Não faça nada pelos próximos dias. Faça apenas cara de paisagem quando perguntarem a você sobre a vida e seu dia a dia. Na quinta-feira, se você estiver vivo, a gente volta a conversar. Por via das dúvidas, feliz orgia carnavalesca.

Quem conta um conto…
…Nem sempre aumenta um ponto. Ontem, falei do anúncio da ex-presidente Dilma Rousseff sobre o incentivo a voos regionais no Brasil, a partir do apoio à malha aeroviária, com novos aeroportos país a fora. Aracati e Jeri foram dois deles no Ceará.
O tempo passa, o tempo voa
Ninguém vai lembrar dos discursos de Dilma, porque seu impedimento cuidou da politica de por fim ao PT e seus agentes. Não importa, agora, os malfeitos de Dilma, se os teve de fato, mas o que ela prometeu lá atrás.
Eu estava lá
Em Paris, pouca gente registrou essa história de aviação regional. Era coisa também pra imprensas regionais. Dilma anunciou que estava vindo a Fortaleza inaugurar a reforma e ampliação do Castelão pra Copa do Mundo. E fez o anúncio da aviação regional, que agora eu testemunho em Aracati, antes em Jijoca de Jeri.
Tem coisa errada aí
38,9% do eleitorado brasileiro são os que aprovam o Governo do Messias. Parece pouco para a lua de mel que todo governo tem por pelo menos seis meses. Se comparar com os votos da eleição e o percentual da maioria parece que tem neguim decepcionado com a atuaçao do moço e seu pessoal. Ou não?
Coisa de cearense
A conhecida irreverencia cearense, também conhecida como molecagem, não resistiu à disputa nas doideiras da Venezuela do maluquete Maduro. Ninguém leva nada a sério.
O que rola
Pelas redes sociais, o cearense esculachado publica “edital civil”: “Acho que o confronto entre Brasil e Venezuela é inevitável. Já estão convocando todos os homens para o Exército. Avisem esposas e namoradas que partiremos na sexta agora, hoje (1º) e só retornaremos na quarta-feira de cinzas, (6) em caso de sobrevivencia.”
Grande descoberta
Redes sociais estão anunciando, via UOL, que o nosso cuscus será o grande trunfo para folião cair de boca depois das festas no Carnaval. E dão receita como se fosse a ultima invenção do universo. Nunca comeram um cuscus com leite e carne de sol na brasa.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter