sábado, 17 de agosto de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Avianca buliu nos brios do Cariri

Macário Batista

Colunista - Política

segunda-feira, 29 de abril 2019

Imprimir texto A- A+

 

Ao acabar com todos os voos que serviam Fortaleza ao Cariri, elo aeroporto de Juazeiro do Norte, a Avianca, em situação pre falimentar deitou por terra a alegria de quem tinha negócios lá e cá, ou ainda as necessidades de quem tinha que voar de São Paulo a Juazeiro e vice versa. Deixou o povo na mão e, mais que isso, deixou comércio, indústria, negócios, educadores, cientistas, pesquisadores, muitos deles com passagens compradas, chupando o dedo. O deputado Guilherme Landim, da região do Cariri (Brejo Santo) o deputado Fernando Santana também de á e vice presidente da Assembleia foram ao meio fio e denunciaram a sacanagem da Avianca, que assim como a Varig, um dia deixou todo mundo com mãos à frente e atras. Um mal estar tremendo que fez obrigar à realização hoje, na Assembleia do Estado, uma audiência pública pra tratar do assunto, levando para a Casa legislativa, também o pessoal do Governo do Estado, incluindo aí secretários de turismo, indústria e comércio, finanças e agentes sociais. Comércio e indústria foram convidados para a audiência que promete tirar dali um documento que abrigue todos os segmentos da vida cearense. O universo político já se movimenta catando novo parceiro para a empeleita que será sempre boa para a parte nova que chegar. Os voos entre Fortaleza e Juazeiro do Norte, em aviões de 100 ou mais lugares,nunca pousam ou decolam com menos de 90% de suas lotações o que faz a linha um bolão de ouro pra quem explorar…

Frase. “Chamar “criminoso” a um cidadão que não foi julgado nem condenado é um abuso que revela a verdadeira natureza de Sérgio Moro”. — Manuel de Carvalho, jornalista portugues,rebatendo Moro que chamou José Sócrates de criminoso.

Luto na engenharia.Morreu esta semana em São Paulo,o engenheiro projetista aeronáiutico, sobralense Hermann Ponte e Silva. Seu corpo foi enterrado em São José dos Campos,onde morava e onde foi vice-presidente da Embraer. Era filho do bibliófilo João Carlos Neto e da funcionária pública Joselina Ferreira da Ponte e Silva. O engenheiro Hermann era hoje consultor do setor em eficiência tecnológica e sustentabilidade,e falava em conferencias sobre o presente e o futuro do mercado de tecnologia.
Missa de sétimo dia por sua lembrança será celebrada…

Inteligencia
Moradores de Jijoca sentiram falta da coleta de lixo da cidade. Descobriram que o caminhão estava quebrado na beira de uma estrada.Foram lá e tocaram fogo na viatura.
Inteligência
Um vereador de Fortaleza discursou em defesa de um projeto de sua, dele autoria que cria o Dia do Yutube na capital do Ceará.
Inteligência
Cidadão, cidadã, esculhambando com ato do presidente da república que pôs fim ao horário de verão no Ceará.Não há horário de verão no Estado.
Urgente
Dallagnol vai responder a processo no CNMP por dizer que Gilmar Mendes, Toffoli e Lewandowski formam “panelinha” e passam “mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”.
Dúvidas perigosas
O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello afirmou ter dúvidas sobre a condenação imposta ao ex-presidente Lula (PT) pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP), da Operação Lava Jato.
Eita!
“Eu tenho uma dúvida seríssima quanto aos dois crimes. Aí está em discussão: houve apenas a corrupção ou houve corrupção e lavagem?”, disse o ministro, em rápida entrevista a jornalistas ao final da sessão no STF.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter