segunda-feira, 19 de agosto de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Como se mede um parlamentar

Macário Batista

Colunista - Política

segunda-feira, 05 de agosto 2019

Imprimir texto A- A+

 

A conversa no pé da escada do botequim era; como a gente faz pra dizer se um deputado, vereador ou o que quer que seja do ramo do parlamento, é bom, regular ou ruim. Tem quem meça pela frequência. Negim CDF, que jamais falta a uma sessão, teria medida de ótimo pra quem analisa a coisa sob esse ângulo. Já na questão da quantidade de projetos apresentados, vale para os que acham que a hipotenusa é quase uma reta, conforme diz o presidente Jair. É outra medida. Mais uma é pela qualidade dos projetos e emendas e que tais. Os que vão fundo na leitura dos que querem os parlamentares em seus projetos, sejam de lei, sejam de indicação ou coisa que o valha, é medida interessante. Régua de cem centímetros para muitos, ou um metro certinho. Mas aí, há um mundaréu de outras contagens, de ações parlamentares que podem ser medidas só no âmbito de suas respectivas áreas de atuação. Um exemplo: um deputado que se dedique a trabalhar só para as áreas que votaram nele, será medido só pelos eleitores dele ou pelo Estado como um todo? E os que se dedicam a trabalhar em leis abrangentes, que cheguem a todo o Estado ou ao município, se for o caso? Por fim, medir um deptuado, um deputado pelo que faz por todos ou por seu nicho é coisa difícil. O retrato fiel de um bom parlamentar será sempre rascunhado pelos que votaram nele na esperança de atendimento de seus próprios interesses, sejam pessoais, corporativos ou comunitários. O pessoal estará sempre à cata e um benefício pra sí ou pra alguém próximo. O corporativo é aquele que espera o atendimento às promessas que fizeram o candidato jurar que faria, quando candidato e se eleito fosse. Por fim, o comunitário, o paroquial. Esse é aquele que diz: só vem aqui pedir voto ou ainda, isso é candidato copa do mundo, só aparece de quatro em quatro anos. Pois é. Com que medida você mede quem você mandou pro parlamento?
Ou nem lembra mais em quem votou?

As babaquices do Paraná. Levantamento exclusivo do Paraná Pesquisa para o site Diário do Poder mostra que a maioria dos eleitores brasileiros é favorável à extinção dos carros oficiais para autoridades públicas de todas as esferas do poder público. Governador andando de busão. Pense!!!

Desceu dos tamancos
O dr.Cabeto, Secretário de Saúde do Ceará, até então quilômetros de distância do universo político, ao que parece desceu da plataforma a que se impôs e foi ao meio fio.
Com prefeitos
O secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, se reuniu com prefeitos, secretários de saúde municipais da região do Sertão Central.
No sertão
A reunião, que aconteceu no Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, discutiu a reestruturação do sistema de saúde da Região, em especial a ampliação dos serviços do Hospital Regional.
O que falta
Dizem deputados, desde o fim de semana de volta ao púlpito da Assembleia, que falta agora o dr. Cabeto fazer as pazes com deputados, gente de quem se “escondia pra não receber”,dizem.
FAEC recebe BNB
O superintendente regional do Banco do Nordeste, Rodrigo Bourbon Nava de Oliveira, será o palestrante da próxima reunião do Agropacto, uma iniciativa da Federação da
Agricultura e Pecuária
do Estado (Faec).
Amanhã
Bourbon falará amanhã, 6 de agosto, na sede do Sistema FAEC/SENAR, a partir das 7hs30min, sobre o Plano Safra 2019/2020, restringindo sua abordagem na atuação do BNB no Ceará e na região nordestina.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter