segunda-feira, 19 de agosto de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

A coragem da paixão

Fernando Maia

Colunista - Política

terça-feira, 06 de agosto 2019

Imprimir texto A- A+

Beto Studart é o que ele é e teve  coragem de dizer ao País o que ninguém diz sobre Bolsonaro. Interprete do pensamento industrial do pequeno Ceará fez o que outros não tiveram a mesma coragem, elogiando o Presidente, confessando sua “paixão “, ousadia num plenário repleto de opiniões dispares, as vezes iguais, mas mudas, silenciosas, para falar sobre um mandatário considerado “porra-louca”. Tasso estranhou o termo “paixão”, até porque a paixão do senador é por ele mesmo, nunca pelo social, e isso os diferencia. O Senador sempre foi um bom empresário, mas um péssimo político. Três vezes governador, não deixou, até hoje, nenhum seguidor na vida pública estadual, e o seu partido, o PSDB, é o maior cemitério de liderança emergentes. Quem foi à Fiec para ouvir Tasso, o senador de ontem, ouviu Beto, o senador do amanhã. “Acredito na força do Nordeste e no momento positivo da retomada da economia. O Brasil precisa oferecer oportunidades para os empresários voltarem às suas mesas de trabalho e desenharem os seus sonhos”.  Depois dessa  frase, Beto Studart pregou um aviso aos navegantes do poder:  abaixo a politicagem e deixem-nos trabalhar pelo País.

Preocupação justificada. Enquanto a população, os exploradores do turismo e o comércio de Fortaleza aguardam os benefícios advindos dos projetos de ampliação dos aterros da Beira Mar, a população do município de Caucaia não esconde sua preocupação com o aumento dos avanços do Oceano Atlântico sobre o litoral de Caucaia.

Apelo. A propósito das perdas do município de Caucaia, com os avanços do mar, a deputada estadual Érika Amorim (PSD) faz urgente apelo à bancada federal no sentido de pressionar o Governo Federal, para a liberação de R$ 28 milhões, para melhorar as praias de Iparana,  Pacheco, Icaraí, Tabuba e Cumbuco.

Sinalizando. Valeu o empenho da Comissão Especial de Acompanhamento das Obras da Transposição do Rio São Francisco para o Ceará. Segundo o presidente da referida Comissão, deputado Guilherme Landim (PDT), o ministro Canuto, do Desenvolvimento Regional já sinalizou no sentido da liberação das verbas para a conclusão das obras do Cinturão das Águas, crucial para a distribuição de águas no Ceará.

Votou, ganhou. No próximo dia 14, na cidade de Parnaíba- Piauí, Mão Santa, ex-senador e prefeito dos dos mais polêmicos, inaugura um moderno colégio militar. À solenidade deverá comparecer o presidente da República, Jair Bolsonaro. Também pudera, na cidade mais importante do Piauí ele teve 80% dos votos.

Nem tanto? . Depois que veio à tona levantamento do Ipea, segundo o qual a cidade cearense de Maracanaú é, proporcionalmente, a mais violenta do País, autoridades dali e do Estado apressam-se em esclarecer que os dados usados foram de 2017, um dos anos mais violentos no Ceará.

Prefeitura rica. O  sanitarista Roberto Cláudio, prefeito de Fortaleza, participará até quinta-feira, de curso de Liderança Executiva para o Desenvolvimento da Primeira Infância. Para o mesmo curso, que ocorre em Harvard, Estados Unidos, ele levou as secretárias Joana Maciel, da Saúde; e Dalila Saldanha, da Educação.

Precipitação. Acha o bloco dos nove governadores do Nordeste (sete da esquerda) que ia bem para os objetivos da saúde, educação e infraestrutura. Mas, prematuramente, colocaram os governadores Flávio Dino, Maranhão, e Rui Costa Bahia, no mesmo saco virando a barca.

Reação. Amanhã (7), em Brasília, deputados da bancada federal do Ceará participarão de café com o presidente da Caixa Econômica Federal para falar sobre recursos. O Ceará deverá ter mais este ano. Espera-se. E os deputados também.

“No Brasil, o que tem sepultado grandes partidos tem sido a sua incapacidade de renovar as suas lideranças, e de manter a firmeza das suas ideologias”. Ministro Celso de Mello, do STF.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter