28 C°

domingo, 23 de julho de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Corporativismo na improbidade

Fernando Maia

Política

segunda-feira, 17 de julho 2017

Imprimir texto A- A+

Não é novidade que o Congresso Nacional é o mais corrupto da nossa República. Inclua-se nisso o Império. Essa dura realidade já era conhecida antes da Operação Lava Jato desmascarar muita gente escondida sob o manto da honestidade. É doloroso ver um Poder Legislativo composto por 594 parlamentares, entre senadores e deputados, com um alto percentual de envolvidos nos mais variados tipos de atos de improbidade.

Como se nada mais faltasse para aguçar o desencanto dos brasileiros, um conluio entre senadores e deputados federais, elabora um indecente corporativismo em defesa da desonestidade. Grupos do Senado e da Câmara, de vários partidos, como PT, PMDB e PSDB, além de muitos nanicos envolvidos na Lava Jato, armam esquema em forma de pacto para suspender até o pleito de 2018, quaisquer desentendimentos e ataques pessoais e entre si e os seus partidos. Baseado no mais descarado cinismo, esse acordo, visa a defesa da classe política contra os inimigos dessa atividade. Seus alvos preferenciais serão a Polícia Federal o Ministério Público Federal e a Lava Jato.

Essa conspiração para o mal, visa soluções eminentemente políticas que possam anular mandamentos legais para inocentar corruptos e corruptores de delitos praticados contra o povo e contra o país. Nem é preciso aprofundar-se na discussão de um absurdo dessa natureza. Homens e mulheres que fogem ao dever de lutar pelo interesse social, estão colaborando com a sobrevivência dos mandatários que violentaram preceitos constitucionais em benefício próprio. Com um Congresso contaminado pela corrupção, não se pode mais confiar na classe política para devolver ao país, programas fundamentados para a reconstrução de uma sociedade mais justa com oportunidades iguais para todos.

Estamos diante de uma perigosa associação suprapartidária de corruptos que, se não for contida, tem tudo para continuar praticando os mesmos delitos incentivados pela impunidade. Só a Sociedade poderá recuperar o Congresso Nacional para a ressurreição de suas prerrogativas, expurgando da vida pública todo e qualquer homem público com condenação em primeira instância. Não se deve permitir a políticos que prevaricaram no exercício da função sob a proteção do mandato parlamentar, o direito que é negado ao cidadão que rouba um pacote de bolacha num supermercado. O mandato parlamentar não pode ser considerado como instrumento de imunidade, ou como recompensa para perdoar todo e qualquer político que não cumprir com os seus deveres públicos.

Revelação O governador Camilo Santana fez uma revelação surpreendente no nosso programa da Rádio Assunção: “o problema dos hospitais regionais não é dinheiro, mas os médicos que, em sua grande maioria não querem trabalhar no interior.” Há municípios, como Sobral, por exemplo, onde o governo envia, semanalmente, de avião, médicos para atender a população. Há países em que médicos formados por universidades públicas, são obrigados, como paga da gratuidade do curso, a exercerem a medicina por um ano em cidades do interior. Por que não imitar o exemplo?

Saída Comentava-se na AL que a saída do deputado Capitão Wagner do PR é tida como inevitável. Tem sido visivelmente incômodo para ele pertencer a um partido que apóia um presidente que ele renega.

Risco Ao ameaçar votar em agosto pela abertura do processo contra o presidente Temer, o deputado Vítor Valim esquece-se da ameaça de expulsão de peemedebistas que traírem o instituto da questão fechada.

Presença Convidado pela Superintendência da SUDENE, o presidente da FIEC, Beto Studart participa, esta semana de reunião em Recife, com os todos os presidentes de federações da indústria do Nordeste.

Crescimento O evento de Recife, chamado de Roadshow, ocorrerá em todos os estados do NE, sob a coordenação da SUDENE e visa atrair indústria, nacionais ou estrangeiras, para melhorar o desenvolvimento região.

Importante Em meio à agitação em Brasília foi aprovada pelo Senado, a convalidação dos contratos de incentivos fiscais pelos estados, com o apoio do senador Eunício Oliveira, presidente do Congresso.

“Tome cuidado com a sua vida; ele talvez seja o único evangelho que muitas pessoas leem.” São Francisco de Assis (1182-1226).

outros destaques >>

Facebook

Twitter