quarta-feira, 17 de julho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Decadente e renitente

Fernando Maia

Colunista - Política

quarta-feira, 31 de outubro 2018

Imprimir texto A- A+

 

O Partido dos Trabalhadores, depois de 38 anos de muito sucesso, entra em dolorosa e crescente queda ladeira abaixo. Não é novidade na inconstante pirâmide partidária de um país acostumado às derrocadas de gigantes como UDN, PSD, vertentes do Estado Novo, e Arena, PDS e outros do período pós-revolucionário de 1964. A diferença entre esses partidos, é que os primeiros foram extintos por atos dos governos militares e os demais pela consciência dos erros e fracassos dos seus fundadores e líderes.

O caso do PT juntou seguidores de fidelidade canina a apaixonados ativistas do caos, que não aceitam a decadência de uma agremiação à beira do abismo, em processo de esfacelamento físico e moral. Com a sua principal referência nas masmorras da Policia Federal, não existe ninguém com a força e a coragem de Lula se apresentando para administrar o espólio. Os pecados cometidos contra o povo, contra o País e contra a democracia nunca foram confessados e nem foi considerado o pedido de “mea culpa” de um aliado. Tudo foi ignorado pelo bem da sua insubordinada tropa. Faltou humildade e autocrítica. Ontem, o ex-presidente Joaquim Cartaxo, inconformado, estranhamente filosofou que “só faz mea culpa quem quer pensar no passado”, ou seja, deslizes em vez de serem reconhecidos, devem ser apagados da memória.

Paladino. O engenheiro Cássio Borges recebeu o Certificado de Amigo do Dnocs, justa homenagem na comemoração do 109º aniversário daquela instituição. Além de ex-diretor-superintendente, com grandes obras em sua gestão – Orós–CE e Boa Esperança-PI, ele tem sido paladino em defesa daquele órgão.

Paz e harmonia
A virulência com que Jair Bolsonaro referiu-se ao jornal Folha de São Paulo foi algo deplorável, que não deve ser levado em conta pela sociedade brasileira, que espera do presidente eleito a prudência e o bom senso que o País necessita para resgatar a união por todos desejada. Esta é a hora de ensarilhar armas e partir para o território conquistado com mensagens de paz e harmonia.

Luta pelo BNB
Dois políticos do Nordeste querem pedir a
Bolsonaro a presidência do Banco do Nordeste.
O Capitão Wagner, do Ceará, pobre em perspectivas econômicas, está anexando o BNB às suas primeiras demandas. O outro é o baiano ACM Neto, fortíssimo concorrente nessa queda de braço.

Saúde . Na visão do deputado e médico Heitor Férrer, a grande chance para se investir mais recursos na saúde, será através de emendas à lei orçamentária-2019.
Protestos. Ontem, os deputados Carlos Matos e Heitor Férrer repudiaram o afastamento do HGF, da Doutora Mayra, médica que disputou pelo PSDB cadeira no Senado.
Preocupação. Lideranças da Zona Norte e Ibiapaba preocupadas com uma realidade: deputados federais ali votados e eleitos são, quase todos, opositores do presidente eleito Jair Bolsonaro.
Só agora?.Após muita violência nos estádios, o setor de Desportos do Ministério Público vai debater o problema e também a liberação de bebida alcoólica em dias de jogo.
Muito a dizer. O mega-corrupto Eduardo Cunha será ouvido pelo juiz Sérgio Moro, que adiou o seu depoimento para não prejudicar a candidatura da sua filha à Câmara dos Deputados.
Recorde . Para o desembargador-presidente Gladyson Pontes, o TJCE, poderá bater recorde nacional na Semana Nacional da Conciliação, com a solução de 16 mil processos conflituosos.

“Os que não sufragaram o nosso nome são, após a eleição, tão brasileiros quanto os que votaram sendo alvos, assim, dos nossos propósitos”. Jair Bolsonaro, presidente eleito do Brasil.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter