segunda-feira, 15 de outubro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Direitos desumanos

Julieta Brontee

Colunista - + SUPLEMENTOS

sexta-feira, 18 de maio 2018

Imprimir texto A- A+

Um dos maiores crimes que se pode praticar contra a humanidade é negar às pessoas o direito de viver bem e defender essa humanidade contra os seus inimigos. Portanto, ser contra isso seria negar o que determina a própria Declaração Universal dos Direitos do Homem, além de ser uma afronta ao que propôs o próprio Jesus Cristo, ao colocar como o segundo mais importante dos seus mandamentos o amor ao próximo, abaixo apenas do amor a Deus. Diante disso, seria um desrespeito negar o apoio ao direito de todos de viver em paz.
Acontece que, em nome de uma tal democracia socialista, com que ideólogos esquerdistas envenenam e distorcem as relações entre os que formam a sociedade, o surgimento de projetos aprovados no sentido de defender crianças, adolescentes e jovens de menor idade terminaram se transformando num manto protetor de todos os tipos de bandidos jovens, que se julgam no direito de matar, estuprar e sequestrar, pelo simples fatos de serem menores. Não admira que 35% dos grandes crimes praticados no Brasil tenham autores de 13, 14, 15 anos de idade.
Não admira que, nos últimos dias venham se multiplicando os atos de violência de bandidos de todas as idades no Brasil, em grandes, médias e pequenas cidades, sem que as forças policiais possam se utilizar de todos os seus direitos. O caso da policial paulistana Kátia Sartri, que, para salvar várias vidas, inclusive a dela, teve que tirar a vida de um assassino e assaltante da maior periculosidade. Os paladinos dos Direitos Humanos, mostrando que o que defendem são os direitos desumanos, queriam que a policial deixasse o bandido dar o primeiro tiro.

Ótima ideia. Na AL, o deputado Danniel Oliveira, do MDB, apresentou proposta no sentido de que o setor turístico, para reter turistas na nossa capital utilizem-se de estratégia dos responsáveis pelo setor em Portugal. Para esse fim, seria oferecido aos turistas que aqui passam redução das passagens para a próxima cidade, ao mesmo tempo em que lhes seriam dados abatimentos de até 30% nos hotéis. Com isso um incremento de 10% no turismo para o CE.

Orgulho. Na visão do deputado Audic Mota, do PDT, e primeiro-secretário da Assembleia, os políticos adversários do governo deveriam, em vez de criticar, orgulharem-se de termos um Estado onde a Educação atingiu o segundo mais alto nível, quando podemos mostrar ao Brasil 35% das melhores 100 escolas do País. Com isso, o Ceará contribui para que o país tenha uma juventude bem apoiada no estudo e com um grande futuro para a Nação.

Imitando o que é bom. Segundo informou o comando da Associação Brasileira de Indústria Hoteleira, a entidade firmou grande parceria com a Cruz Vermelha Internacional, no sentido de que sejam oferecidos aos funcionários de todos os hotéis cursos de enfermagem e de primeiros socorros, com o objetivo de darem primeira assistência a hóspedes que, assim, estarão mais tranquilos em relação a eventuais acidentes ou emergências de saúde.

Segurança difícil. A situação em que se acha a Segurança Pública no Ceará e no Brasil, sob o ponto de vista do general Theóphilo, pré-candidato do PSDB ao Governo do Ceará, atingiu um nível em que não será o número de policiais que vai tirar de circulação a bandidagem, mas sim, uma grande modernização e tecnologia para a polícia. Sem isso, e sem a total participação da sociedade, poderemos ver a bandidagem dominar.

Mais Marcha. Segundo informa o comando da Aprece, está programado para os próximos dias mais uma Marcha sobre Brasília, para, mais uma vez, os prefeitos cobrarem do Governo o que estão necessitando. Na AL, alguns deputados, conhecedores da grana curta da União, afirmam que uma mobilização dessa natureza, além de ter poucas chances de trazer dinheiro para as prefeituras pode, o que é pior ser vista como “turismo de caipiuras”.

Locais. Diante do pouco que foi proporcionado por deputados federais e estaduais eleitos com os 350 mil votos da Região da Ibiapaba, as lideranças regionais tomam medidas que tiram o sono dos referidos parlamentares.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter