terça-feira, 16 de julho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Energia suja

Fernando Maia

Colunista - Política

sexta-feira, 28 de junho 2019

Imprimir texto A- A+

Se depender do deputado Renato Roseno (Psol) a Assembléia Legislativa poderá adiar a votação prevista para 04 de julho, do licenciamento do Coema para a instalação no Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Será a quarta usina termelétrica para aquela área. Para aquele parlamentar, por mais que se possa aplaudir o esforço do Governo para a implantação de indústrias importantes no Estado, a chegada de mais uma termelétrica movida a combustível dos séculos XIX e XX, é um retrocesso em relação ao que fazem outros países na luta contra a poluição do meio ambiente. Ele chama a atenção para vários aspectos, a partir de estudos provando que a usina em questão produziria por ano 3,7 milhões de toneladas de dióxido de carbono depositados como lixo na atmosfera. Além dessa e de outras desvantagens, na termoelétrica predomina a automação, oferecendo quantidade irrisória de empregos. Justificando o pedido de adiamento Roseno lembra que estudos feitos pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente estão longe de ser concluídos. O Estado precisa muito de empreendimentos que dinamizem a economia e ofereçam empregos, desde que contribuindo para a luta mundial contra a energia suja.

Acerto de André. O deputado federal André Figueiredo (PDT), sempre às voltas com manobras contra o governo de Bolsonaro, acaba acertando ao ter aprovada, pelo plenário da Câmara dos Deputados, emenda de sua autoria a respeito do rateio dos bilhões de reais do pré-sal. Segundo a sua proposta, a educação e a saúde que ficariam fora no rateio inicial, passarão a contar com 50% do que for distribuído aos estados.

Orgulho sobralense. A Comissão de Educação do Senado deverá votar, na próxima semana, Projeto de Lei, de autoria do senador Cid Gomes propondo que a cidade de Sobral ganhe o título de “Capital Nacional da Educação”. Dessa vez, o proverbial orgulho bairrista dos sobralenses tem suas razões de ser. A proposta tem como base uma realidade: Sobral disparou nacionalmente num campo em que grandes metrópoles falharam.
Entrevista. Os deputados Delegado Cavalcante e o seu colega de partido, André Fernandes, concedem entrevista hoje as 10 horas, no Comité de Imprensa, para esclarecer o racha do PSL. Ambos querem tirar o comando do deputado Heitor Freire, a quem acusam de parcial, incompetente e despreparado.
Com o nosso dinheiro. Tendo em vista os melhoramentos implantados pela Fraport no Aeroporto Internacional Pinto Martins, há detalhes que não podem fugir ao conhecimento do público. Para a modernização do novo terminal de passageiros, a participação do Banco do Nordeste foi de 70%, com a Fraport entrando com 30%. Como diria “seu Tarefa”, no Sertão do Quixadá, “alemão é bicho sabido. Faz graça com o dinheiro da gente”.
Pela previdência. A partir de hoje (28), até segunda-feira, a deputada Joice Hesselmann, campeã de votos em São Paulo, e líder do Governo no Congresso Nacional estará em Fortaleza cumprindo ampla pauta, constante de palestras, entrevistas e debates. Todo esse empenho terá como motivação a defesa da nova previdência.
Caçando voto. Com vistas ao ano eleitoral de 2020, o prefeito Roberto Cláudio acelera a divulgação de pacotes de obras e de projetos. No dia 1º, fará o lançamento de um pacote direcionado às 15 comunidades de mais baixo IDH, que inclui a requalificação das lagoas Mondubim, Viúva, Opaia e Passaré. A caça ao voto tem sido o principal labor do burgomestre de Fortaleza.
Segurança para todos. Preocupados com a segurança dos municípios, deputados se empenham em apresentar requerimentos para a implantação de unidades do BPRaio também, em cidades com menos de 30 mil habitantes. Uma das propostas é que essas unidades policiais passem a dar cobertura a cidades pequenas próximas umas das outras. Só que existem 119 cidades com destacamentos mal armados e mal instalados.

“A importância de um político não deve ser baseada no volume de votos que ele conquista a cada pleito, e sim pelo respeito que ele conquista entre partidários e adversários”. Virgílio Távora (1919-1988), liderança política maior do Ceará, deputado federal, governador, ministro e senador.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter