quinta-feira, 18 de outubro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Estaduais ao relento

Julieta Brontee

Colunista - + SUPLEMENTOS

sexta-feira, 27 de julho 2018

Imprimir texto A- A+

Como se nada mais faltasse para complicar a já complicada corrida dos aspirantes à Assembleia Legislativa do Ceará, os comandos nacionais e quase todos os partidos, em atitude de rara infelicidade decidiram complicar a vida dos seus partidários. Alegando, sem mais detalhes que, para essas siglas, o fundamental é ter bancadas federais numerosas que lhes darão direito a mais tempo de TV e Rádio, eles determinam que quase todos os recursos do Fundo Partidário aos seus candidatos à Câmara dos Deputados.
O problema, segundo um dos deputados estaduais do Ceará, é que a maioria dos candidatos à Câmara Baixa de Brasília, em vez de dividirem a grana do fundão com os seus colegas de “dobradinha”, preferem passa-la aos seus cabos eleitorais, aos eleitorais de confiança alojados nas cidades e distritos. Desse modo, se a situação dos que lutam por uma vaga no Plenário 13 de Maio e já sofrem as consequências da “seca financeira”, é crítica, esta piora mais com a proibição de doações de empresários seus amigos.
O que se pode prever, afirma o deputado Ely Aguiar, do PSDC, é que os candidatos iniciantes, que ainda não contam com uma base eleitoral mais ou menos firme, e que terão que se projetar para o eleitorado, terminarão enfrentando dificuldades até para despesas básicas de propaganda de seus nomes. Não deixa de ser irônico que a aprovação do Fundo Partidário tenha sido tão vivamente aplaudida pelos deputados e candidatos estaduais, na ilusão de que seriam contemplados com boa parte dele.

INDIGNAÇÃO NA IBIAPABA – O planalto da Ibiapaba, com seus 350 mil eleitores, caminha para mais um leito em que não terão um só nome filho da região disputando cadeira estadual ou federal. De nada adiantaram os esforços do Conselho de Desenvolvimento Regional no sentido de que fossem lançados dois candidatos à Câmara Federal e quatro à AL, sem representantes desde a morte do deputado Tomaz Brandão.

TREMENDO NAS BASES – Por mais que queiram disfarçar os seus temores, os petistas e demais defensores do ex-presidente tremem nas bases ante a iminência da apresentação, pelo ex-ministro Antonio Palocci, de volumoso dossiê de trapalhadas praticadas pela sua famigerada Consultoria Projeto, um verdadeiro arsenal de denúncias cabeludas envolvendo a fina flor do PT, seus aliados e principais lideranças em nível federal.

EU QUERO É VER – Uma das boas notícias trazidas pela imprensa do Sul-Sudeste ontem, foi a de que a Fundação Getúlio Vargas, com toda a sua competência e respeitabilidade, decidiu arregaçar as mangas contra a praga das notícias falsas e dos detestáveis e perigosos robôs eletrônicos destinados a investir contra a honorabilidade de políticos (quando estes a têm). As “fake News” serão alvos de marcação cerrada.

DERRAMANDO GRAMA – Pelo que se tem observado nos últimos pleitos eleitorais, não há nada menos controlável no Brasil do que a derrama de dinheiro por partidos e candidatos. Estamos falando em dinheiro limpo, porque, como ocorreu em 2014, na eleição de Dilma Rousseff foram gastos quase R$ 500 milhões, de grana geralmente duvidosa, quase o dobro do que todos os atuais candidatos estão permitidos a gastar.

BOM JOSÉ – a Capela do Hospital do Exército, de Fortaleza deverá ser pequena hoje, para acomodar os amigos e admiradores do jornalista José Rangel, cuja Missa de Sétimo Dia será ali celebrada. Oriundo da velha Rádio Iracema de Sobral ele se tornou um dos mais respeitados comunicadores do Ceará em economia, política e sociedade. Brilhante no Rádio, Jornal e TV, ele manteve, a simplicidade e capacidade de fazer amigos.

BANQUEIROS FELIZES – Uma das notícias de ontem, relacionada com as recentes conquistas do pré-candidato tucano à presidência, Geraldo Alkmin, foi a alegria que ele havia provocado nos banqueiros, com suas declarações sobre a política econômica, se for eleito. Ora, com certeza, essa alegria jamais suplantará a que tiveram com Lula, com quem tiveram tudo, e ao qual recompensaram regiamente, segundo a Lava-Jato.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter