segunda-feira, 25 de março de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Falando em intolerância…

Macário Batista

Colunista - Política

quarta-feira, 30 de janeiro 2019

Imprimir texto A- A+

 

Esta semana falei do cansaço de todos nós nesse processo de escolha entre um intolerante e a própria intolerância. Digo um pra individualizar a conversa, mas a coisa tá feia meu irmão. Estamos buscando uma postura civilizada, respostas e falas que tragam um pouco de tranquilidade a um país devastado pelas fraturas sociais, medos e incertezas quanto ao futuro, a presença do ódio, da intolerância em níveis insuportáveis, enfim, quem de nós aguenta esse grau de insanidades, perda de direitos e selvageria por mais tempo? E não se restringe à política o irracional do momento. No dia a dia, as pessoas se estão agredindo de forma dramática. A juventude destroçada. As mulheres apanhando ou morrendo em silêncio, homens matando e morrendo feito moscas de todas as formas. Cadê um novo Helder Câmara, um novo Evaristo Arns, um novo Djacir Menezes, um novo Aloísio Lorscheider, para que se pense juntos o momento? O que nos espera e por quanto mais teremos de aguardar as respostas? A traição caminha junto com o interesse, seja de poder seja de pecúnia. O desamparo e o abandono a velhos dógmas foram ao rés do chão e neles se pisam, eis que insepultos. A regra é a desregra. Ou não!

Panorama visto da ponte. De longe, poucos sentem dramas como os vividos neste momento por famíllias de brasileiros atingidos pelo desastre de Brumadinho, em Minas. É o caos nacional que poucos conhecem. Em 2017, Dia de Finandos, fui a Congonhas do Campo, de onde sou,vaidoso e orgulhoso, Cidadão Honorário. Havia pouco tempo do drama de Mariana. Ouvi de moradores da cidade o perigo da barragem de rejeitos dali. Hoje, o risco de Congonhas ser varrida do mapa é real. Deus nos proteja e Bom Jesus do Matosinhos guarde sua gente. Eu escrevi sobre esse perigo no dia seguinte. Avisei pessoalmente ao Prefeito e ao Governador de Minas. Até hoje nada foi feito.

Legado
Guilherme Landim,deputado estadual eleito no ano passado, vai chegar à Assembleia do Ceará com um legado aprenbdido com o saudoso pai,Welingon Landim.
Educação
Médico e aluno de primeiro lugar, o deputado Guilherme deixou, quando prefeito de Brejo Santo, terra natal deles, salários de R$4.040,00 para um professor de 40 horas.
O Ceará na previdência
Mauro Benevides Filho, secretário de Planejamento do Estado, foi a Brasília, nesta semana, a pedido do governo Jair Bolsonaro (PSL).
…na Previdência 2
Mauro foi apresentar uma proposta de Reforma da Previdência:cuida da assistência social, regime de repartição e de capitalização com a contribuição de patrões e empregados.
Abrem-se as cortinas…
Na sexta, dia primeiro, na sessão de abertura dos trabalhos, o presidente da CMFor, vereador Antônio Henrique fará um pronunciamento sobre a nova fase do Legislativo da Capital. Tomarão posse os vereadores Libânia Holanda (PR), Ronivaldo Maia (PT), Sargento Reginauro (PROS) e Eron Moreira (PP), que substituem, respectivamente, Célio Studart (PV), Acrísio Sena (PT), Soldado Noelio e Salmito Filho, eleitos no último pleito para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter