quarta-feira, 21 de novembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Fundador do Fortaleza

Silvio Carlos -

Colunista - Esportes

quarta-feira, 11 de julho 2018

Imprimir texto A- A+

Régis Pinheiro Ele é conhecido como Régis Rato, mas, daqui para diante, vou decretar uma guerra contra os apelidos que em nada contribuem. Assim sendo, Lambão passou a ser Bruno, que é o seu nome, e muito bonito. Régis, por exemplo, é Pinheiro, filho de uma família de tradição no esporte, tendo à frente José Pinheiro.

Ibope
Está na hora de o Ibope promover outra pesquisa sobre tamanho de torcidas. Ninguém nega que a do Leão tem crescido muito, principalmente usando o nome da criança. Mas todos sabem que a do Ceará ainda é a maior. Nem tanto, à frente como era antes, mas é maior.

Major Bastos
Que notícias me dão do major Bastos. Francisco de Assis Fernandes Bastos, um dos maiores nomes de nosso esporte?

Rogério Ceni
E o Rogério Ceni, este grande nome de nosso futebol, continua a usar seu prestígio frenquentando o Ideal Clube e ali jogando tênis. Tem pais que fazem questão de levar o filho para o tênis dali só porque o Rogério é quem comanda.

Artilheiro Sílvio, cite na sua coluna um artilheiro do futebol de salão do passado. Pois não. Com vocês, Luiz Henrique Pouchain Ramos, decididamente um goleador por onde passou. No campo ou na quadra, fazia gols de todo jeito. É uma figura humana extraordinária.

Cláudio Bastos
Que prazer encontrar o Cláudio Bastos no restaurante do Ideal e com frequência. Ele é um dos dirigentes da Ateneu e, quando juvenil, foi um recordista da natação. Como ganhava provas este então garoto.

59 anos de colunista
Esta eu não sabia. Vicente Alencar telefona e diz que minha coluna aqui em O Estado completou, na segunda-feira, nada menos do que 59 anos de existência. Incluindo meus tempos de O Povo e Diário do Nordeste. Me orgulho de alcançar número tão significativo. Devo ter começado com 20 anos. E aqui estou melhor do que nunca, acho.

Aniversário
E vem aí 22 de julho. O Círculo Militar começou na frente e me enviou cartão estimativo, do meu amigo general Souza me cumprimentando o que me deixa feliz. E um recado aos amigos. Sem esta de garrafa de uísque, camisa esporte ou par de meias. O presente mais moderno hoje ainda é o “velho” envelope. De preferência “gordinho”. Se é que me entenderam.

João Paulo Mais um craque na coluna hoje. Com vocês, João Paulo, do Antônio Bezerra. E toda vez que escrevo esta palavra, me vem a mente o nome de José Maria Couto, uma figura e tanto de prestação de serviços e de atendimento ao próximo.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter