sexta-feira, 21 de setembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Garra nordestina

Julieta Brontee

Colunista - + SUPLEMENTOS

sexta-feira, 29 de junho 2018

Imprimir texto A- A+

A abertura da nova edição da Feira Nordestina de Pecuária – Pecnordeste, a ser realizada no Centro de Eventos do Ceará, de 05 a 07 de julho, é mais uma prova da garra nordestina , tendo-se em vista as dificuldades que o Nordeste e, especialmente o Ceará, têm para resistir no campo da pecuária, diante do quadro, quase permanente, de secas que não poupam os estados da Região Nordeste. Chegaram alguns governantes estaduais a desacreditar nas condições do Ceará para essa prática, só tornada realidade há poucas décadas atrás.
O primeiro governador a acabar com a descrença nesse campo foi César Cals de Oliveira que, ao deixar claro o seu projeto agropecuário para o Ceará, chegou até a ser atacado por oposicionistas e por técnicos descrentes. Não ligou para estes, e iniciou o período de crédito e de instrução técnica para o setor, tornando a Ematerce uma empresa técnica capaz de fazer milagres com experimentos agrícolas e pecuários. Destaque-se, nos últimos anos, a força de outra instituição digna dos aplausos gerais pela sua competência, ou seja, a Faec, hoje um sucesso.
Com essa XXII Pecnordeste, que tem entre os seus grandes responsáveis o presidente da FAEC, Flávio Saboya , além de técnicos da competência de Paulo Hélder, fica comprovada e consagrada a concretude de uma iniciativa tida como impraticável, há alguns anos, mas que graças ao Agropólos, FAEC e outras instituições personagens é hoje referência nacional elevando o nome do nosso Estado e do Nordeste, com um evento através do qual tem sido possível tornar realizado o sonho de todos os que acreditam na pecuária na nossa ressequida região.

DESRESPEITO – Para se ter idéia do que nos aguarda na campanha presidencial que se aproxima, basta prestar atenção ao que dizem determinados candidatos em relação aos seus antagonistas. Antes, era Ciro Gomes o língua de trapo. Agora, chega o presidente do MTST, Guilherme Boulos, que, num blog político chamou de “cagão” o candidato Jair Bolsonaro. Diante disso, se o TSE e Justiça Eleitoral não agirem, a campanha vai virar briga de cabaré.

DA HOLANDA PARA A IBIAPABA – Uma das maiores notícias para a Zona Norte e Planalto da Ibiapaba foi trazida não por político ou governantes, mas sim, pelos dirigentes da empresa holandesa Reyjers, maior produtora e exportadora de de rosas do Nordeste. Os holandeses, por acreditarem ser o solo ibiapabano ideal para floricultura, querem parceria com o Governo do Estado para a preparação de 80 produtores, com direito a crédito e orientação técnica.

ABANDONO – De nada adiantaram os esforços da Mesa Diretora, do presidente José Albuquerque ou da imprensa no sentido de evitar o abandono do Plenário da Assembléia Legislativa. Por conta da necessidade de garantir suas reeleições, os parlamentares, em sua maioria reduziram a um deserto o Plenário, ao qual só têm comparecido alguns dedicados parlamentares, como Carlos Matos (PSDB), Roberto Mesquita (MDB) e Silvana.
UMA GIGANTE – Há muitos anos, e desde que a conhecemos, temos venerado a Dra. Socorro França como uma das mulheres mais importantes do nosso Estado, apesar de ela ter sido decepcionada pelo eleitorado de Fortaleza, quando tentou ser prefeita, indicada pelo governador Tasso. Agora, na frente da Secretaria da Justiça, ela, com o apoio do governador Camilo, consegue inaugurar a Casa de Detenção Provisória, de Aquiraz, que vai esvaziar as delegacias.

PREVENIDO – Depois de ter enfrentado muitos problemas por conta de declarações polêmicas, com o que encara críticas e processos, o presidenciável Ciro Gomes passa a se utilizar da tecnologia, para impedir que publiquem o que ele não diz. Para isso, usa microfone de lapela para gravar suas declarações. O problema é que muitos não entendem que, na verdade, Ciro usa em geral o direito de liberdade de expressão, em seus momentos de indignação com os corruptos.

LIBERAÇÃO – Pelas mais recentes declarações de políticos, a sucessão estadual e a federal poderão oferecer surpresas no que diz respeito ao direito das lideranças políticas escolherem os seus candidatos a governador e a presidente da República. Por conta disso devemos presenciar muita gente votando em candidatos diferentes. Exemplo é o AVANTE, do deputado Cabo Sabino, que anuncia votar em Jair Bolsonaro para presidente e para Camilo para governador.

outros destaques >>

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter