quarta-feira, 26 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Governo investiga cartel de fornecedores da Copa

Cláudio Humberto

Colunista - Geral

quinta-feira, 17 de janeiro 2013

Imprimir texto A- A+

• O Ministério do Esporte chegou à conclusão que os fornecedores de estruturas temporárias se organizaram em cartel para explorar os governos estaduais, aos quais caberá contratá-las. Os preços impostos pelas empresas têm sido considerados extorsivos, para dizer o mínimo. Policia Federal e Receita Federal já foram acionados pelo Ministério, e os responsáveis pelas empresas deverão ser convocados para depor.

• Puxadinhos – Na Europa, turistas são ressarcidos dos impostos de suas compras no aeroporto, em dinheiro vivo ou por meio de crédito no cartão.  

• Barracões – Atendimento ao turista e serviço médico, por exemplo, devem funcionar em estruturas temporárias (barracões de material sintético), na Copa.
• SOS Dilma – Preocupados  com os custos dessas estruturas temporárias (chegam a R$ 6 milhões), os governadores pediram socorro ao governo federal.

• Ônus estadual – O governo federal avisa: não vai bancar estruturas temporárias: pelo caderno de encargos da Copa, o ônus é dos governos estaduais.

Pastor com passaporte diplomático já foi até preso

• Feliz portador de passaporte diplomático emitido pelo Ministério das Relações Exteriores, o pastor Valdemiro Santiago de Oliveira já foi preso numa blitz em Sorocaba (SP), pelo porte ilegal de escopeta, duas carabinas e munição, e também é investigado pelo Ministério Público por desvios de dízimos e ofertas à sua igreja. Não é a primeira vez que o governo distribui passaportes diplomáticos a quem não deve.

• Quem concedeu – O embaixador Ruy Nogueira, o secretário-geral, em final de carreira no Itamaraty, foi quem deu o passaporte ao pastor, sob ordens superiores.

• Escândalo – Em janeiro do ano passado, o Itamaraty teve de balbuciar explicações sobre os passaportes vermelhos presenteados aos filhos de Lula.

• Manjados – Valdemiro Santiago e Franciléia de Oliveira, portadores de passaportes vermelhos, são líderes de uma “Igreja Mundial do Poder de Deus”.

• Mundo seguro – O chanceler Antônio Patriota participa sexta (1º) da Conferência Anual de Segurança Mundial, em Munique, Alemanha. A carnificina na Síria, onde o Brasil mantém um triste “muro”, deverá estrelar a pauta.

• Pista – Policiais suspeitam que o roubo de cargas da Gol Log, segunda (14), teve facilitação de ex-funcionários da Infraero. A Inframérica, que agora administra o aeroporto de Brasília, dispensou 56 seguranças.

• Briga interna – Líder do PDT na Câmara, André Figueiredo (CE) tem dúvidas se o ministro Brizola Neto (Trabalho) disputará o comando do partido no fim de março: “Não sei nem se eles conseguem montar chapa”, alfineta.  

• Ensaio – Membros do “grupo independente” do PMDB estão espalhando que o senador Eunício Oliveira (CE), cotado para líder do partido, pode sair candidato contra Renan Calheiros (AL) à presidência do Senado.

• De folga – Após assumir interinamente em lugar do petista Agnelo Queiroz, o vice-governador do DF, Tadeu Filippelli (PMDB), vai tirar recesso de cinco dias na próxima semana: “Ninguém é de ferro”.

• Americano ilegal… – É grande o mal-estar na Polícia Federal no Rio: sem visto de trabalho, o sargento americano Cody Tallent fiscaliza com cães farejadores a área restrita de cargas no aeroporto internacional do Galeão, no Rio. Foi contratado há um mês pelas empresas Swissair e British Airways.

• …‘fiscaliza’ o Galeão – A American Airlines também emprega pessoal particular na revista de passageiros para os Estados Unidos.Veterano do Iraque, Cody Tallent circula desenvolto no Galeão, área considerada de segurança nacional. Se fosse um brasileiro tentando fazer o mesmo nos EUA…

• Conspiração – Após a Economist, agora o Financial Times adere à “mídia golpista”, ironizando o “jeitinho brasileiro” de gangorra econômica. Já o blog do jornal fala do mensalão e da corrupção ainda “longe de acabar”.

• Pensando bem… – …deu bode, literalmente, na empresa de fachada de um assessor do deputado Henrique Alves (PMDB-RN).

O PODER SEM PUDOR
Amnésia de candidato

Candidato a presidente, Jânio Quadros chegou ao Ceará e pediu um encontro com o PTB local. Derramou-se em elogios à sigla, pedindo apoio. Mas os políticos cearenses resistiam:
– O Senhor desceu ontem aqui com nosso maior adversário, Virgílio Távora.
– Virgílio Távora? Não o conheço, não sei quem é…
– Ele veio com o senhor. No avião. Chefe da UDN…
– Ah, já sei – disse Jânio – é um baixinho de óculos?
– Esse mesmo, governador.
– Eu o vi. Mas não sei bem de quem se trata. Juro que não sei. Mas sabia. Era o coordenador de sua campanha

• COM TERESA BARROS E TIAGO DE VASCONCELOS

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter