26 C°

sábado, 29 de abril de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Macário Batista

Política

Heitor lamenta corte de 10% nas verbas da Saúde

sexta-feira, 17 de fevereiro 2017

Imprimir texto A- A+

 

Heitor Férrer (PSB) lamentou, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa, o corte de 10% das verbas destinadas à saúde pública do Ceará. Segundo o parlamentar, a medida irá redundar no fechamento do setor de neurocirurgia dos Hospitais Regionais de Sobral e do Cariri, além do centro cirúrgico do Hospital Geral Waldemar de Alcântara, como informou na semana passada. “Nós vamos imputar aos cearenses que precisam do serviço público uma pena de morte oficial. Quando se atende em Sobral e se deixa de atender, o destino é Fortaleza e os nossos hospitais já não suportam mais porque não têm como atender essa demanda. Essa matéria, que já foi publicada no Diário Oficial, tem que ser revertida. Não podemos permitir que o Governo trate a saúde como um gasto. Isso é uma necessidade, um direito constitucional e um dever do Estado”, disse. Heitor também lamentou a falta de medicamentos para transplantados no estado e afirmou que o Governo não elege como prioridades as necessidades dos cearenses. “O governo Cid Gomes continuado agora no governo Camilo não elegeu as prioridades dos cidadãos. A prioridade não é a Casa de Peixe, o Centro de Formação Olímpica, a compra da carcaça de ferro velho que é a usina de Barbalha. Esses milhões estariam tirando o sofrimento dessas pessoas. Não estaríamos aqui pensando no sofrimento do fechamento do setor de uma unidade hospitalar porque esses recursos dariam para manter o custeio desses hospitais. Essa inversão de prioridade dos nossos governantes leva ao sofrimento da população mais carente. Aqueles que necessitam do serviço público encontram nas filas dos nossos hospitais a morte precoce decretada pelo estado do Ceará”, criticou.

Frase. “Vamos dialogar com os interessados, com a equipe jurídica e procurar alternativas para a regulamentação do serviço”. — Deputado Odilon Aguiar querendo arrumar o Uber no Ceará

O deputado Audic Mota conseguiu, junto ao governo do Estado liberação de recursos para a construção de uma “Areninha” em Tauá. O projeto, criado em Fortaleza, será realizado em parceria com o município. As “Areninhas” são campos de futebol instalados em bairros com alto índice de vulnerabilidade social e baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O objetivo é, além do incentivo à prática de atividades físicas, com equipamento de qualidade, entregar à comunidade um espaço seguro de convivência, lazer e formação cidadã.

Tá dureza
É enorme a quantidade de casas e apartamentos anunciados e sem procura, nas praias do Ceará para a temporada do carnaval.

Mutirão na Justiça
Entre os dias 14 e hoje, a 25ª Vara Federal em Iguatu realiza mutirão de audiências de conciliação, instrução e julgamento das ações previdenciárias que tramitam no Juizado Especial.

Desenrolando carretel
Serão realizadas 840 audiências, com a participação de aproximadamente 2.600 pessoas, entre autores, testemunhas, advogados e procuradores federais.

Afiando a língua; pátria
Mais de dois mil sobralenses iniciaram cursos de inglês, espanhol e informática ofertados pela Secretaria da Educação da Prefeitura de Sobral, no Palácio de Ciências e Línguas.

Hora e lugar
O secretário André Costa, da Segurança do Ceará avisa: Avise onde a Polícia não vai e a gente vai lá. A diz que nas “visitas” que faz a bandidagem corre pro esconde-esconde.

Do Crato pra Tianguá
Dom Javier Hernandez pediu pra sair da Diocese de Tianguá. É Lei da idade no Vaticano. Francisco, o Papa já nomeou o padre Francisco Edimilson Neves Ferreira pro lugar dele.

Quem é
Francisco Edimilson Neves Ferreira, o novo bispo, atualmente é pároco e cura da catedral e consultor da Diocese do Crato (Cariri).

FGTS escondido
No Ceará são 533.822 trabalhadores que terão acesso ao benefício(?), o valor total de saques ultrapassa os R$ 500 milhões, segundo a Caixa. É benefício ou direito?

Fazendo contas
Imagina que todos os empregadores tivesse recolhido suas obrigações para com os funcionários. Tem prefeitura, por exemplo, que nunca depositou uma banda pros funcis.

outros destaques >>

Facebook

Twitter