sexta-feira, 21 de setembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Jardim de la Cocina

Solange Palhano

Colunista - + CADERNOS

sexta-feira, 29 de junho 2018

Imprimir texto A- A+

Condessa Jacoba de Baviera, nascida em 1401, residia em seu Castelo Teylingen, construído em 1641. Seu passatempo predileto era cozinhar e plantar, em seu jardim, ervas e flores, para serem colhidas e usadas. Após alguns anos, foi ampliado o jardim para mais de 200 hectares. Durante o período Romancista, no século XV, em 1857, o arquiteto e paisagista Zocher desenhou a base do Parque Keukenhof, “Jardim de la Cocina”. Em 1949, um grupo dos principais cultivadores e expositores idealizaram um plano para transformar este jardim em exposição permanente de flores da primavera. Assim, surgiu o Parque Keukenhof, em 1950, mundialmente conhecido.
Hoje, o parque é aberto durante oito semanas com milhares de Tulipas e flores raras e diversas: Tulipa rosa, vermelha, forte amor, amarela, branca, Orquídeas… e a mais rara, Tulipa roxa, sem valor estimado. Em meados de setembro, os 40 jardineiros começam a plantar, manualmente, sete milhões de rosas, em três meses.

Nossa visita foi anfitrionada e guiada pela Public. Relativos Annemarie Gerards. A cada ano de abertura de sua temporada, o parque vive um tema, o de 2018 é o amor. Para vivenciar o clima, assistimos desfiles de noivas em um grande salão, com modelos de bolos nupciais, buquês, românticos transportes, como bicicletas, carruagens… Em lugar destacado havia um enorme bolo, de vários andares, todo enfeitado com Tulipas. Tenho a certeza que o mais frio visitante, após viajar neste mundo tão romântico e fantasioso, inspirar-se-ia para casar. Confesso que, após visitar este lado, fiquei com vontade enorme de casar novamente. O noivo já tenho, só falta a coragem.
Vários espaços e aromas fazem nos levam a sentir que estamos em um paraíso, fonte inspiradora para artistas que veem ao local. Pontes com águas, belíssimas esculturas, pavilhões com exposição de inúmeras tonalidades de Tulipas, atendentes, de todas as raças, escolhidos a dedos pela beleza e educação, recebem durante os quatro meses os 8 milhões de visitantes, que vão ao Keukenhof.

As crianças também são bem-vindas. Logo na entrada, há uma sala para informá-las tudo sobre o parque e os enigmas das Tulipas. Saem verdadeiros expert no tema e podem receber um presente após um concurso. Não só Tulipas será a diversão dos pequenos, encontramos uma granja, um labirinto e uma zona de jogos. Para os bebês um parque de brinquedos específico, com mini panquecas para degustação.

Há também, diariamente, diversas atividades que são informadas por folder logo ao chegar. Peças de teatro, show, desfiles de diferentes países, corais, artistas circenses. Visitar os belíssimos campos de plantação de Tulipas é imperdível, o passeio pode ser realizado de barco ou de bicicleta, que deve ser adquirida na entrada. No final da temporada, as sete mil Tulipas são retiradas, a terra descansa, e depois são plantadas novas flores para a reabertura do parque.

Lanchonetes e restaurantes dão oportunidade aos visitantes degustarem comida típica da Holanda, como o delicioso hamburguer, prato que substitui o almoço dos holandeses.
As oito semanas do ano de 2018 do Keukonhof não seriam encerradas diferente, diante do tema deste ano, o amor, haverá um concerto só com românticas músicas. A visita ao Parque Keukonhof é imperdível, é nos transportar a um sonho encantado pelo visual esplendoroso e o aroma das Tulipas.

outros destaques >>

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter