31 C°

domingo, 17 de dezembro de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Luzia Cavalcante Mota faz festa dos 100 anos

Antonio Viana e

Colunista - + CADERNOS

quinta-feira, 07 de dezembro 2017

Imprimir texto A- A+

No sábado, 02 de dezembro de 2017, no Clube das Acácias, em Tauá, centenas de familiares, amigos e convidados festejam às 19horas, os 100 anos (um centenário) de vida da matriarca Luzia Cavalcante Mota, “tia dona Luzia”, como é chamada, originária da mais tradicional família do Xique-Xique (Marruás), em Tauá. Era irmã de dona Mariínha Cavalcante Mota, avó de vovô Viana, que faleceu em janeiro deste ano com 103 anos, já caminhando para 104, enlutando também as famílias Cavalcante Bastos, Viana de Carvalho e Alves Mota.

“Tia dona Luzia” estava ao lado de sua querida Mariínha, totalmente lúcida, conversando e prosiando como era uma de suas características e agora comemora os seus 100 anos cercada de filhos, netos, noras e genros, bisnetos e tetranetos, afora familiares que se deslocaram de várias partes do país para o evento. Tem vários irmãos, todos com mais de 80 anos e um deles bem próximo também do centenário. São eles: Azarias, Laudilina, Nilson e Cícera, esta mora em São Paulo. ‘’É um privilégio ter uma tia e chegando aos 100 anos como minha mãe chegou”, disse dona Dazinha Viana (mãe de numerosa prole, inclusive deste repórter”. Que Deus seja louvado. E viva a vida.

Destinação do lixo – E por falar em Tauá, o município está sediando projeto que prevê o início da coleta seletiva e destinação correta dos resíduos sólidos. Plano abrirá novas possibilidades de trabalho e renda e preservará o meio ambiente. Promovido pelo Governo do Estado, foi realizado na última sexta-feira, primeiro de dezembro, o Seminário sobre o Plano de Coleta Seletiva Regionalizada a ser desenvolvida em oito municípios cearenses. Tauá faz parte da ação de identificação da situação atual da gestão de resíduos sólidos de cada localidade e apresentação de sugestões para a implementação e a operação efetiva da coleta seletiva.

Contribuição – Destaque-se que a administração do prefeito Carlos Windson (PR) está dando sua parcela de contribuição para a elaboração do conjunto de medidas a serem em seguida validadas e colocadas em prática. Tauá, assim como a maioria dos municípios cearenses, ainda não tem uma disposição final adequada para os resíduos sólidos.

Desenvolvimento – O Projeto de Coleta Seletiva ora em discussão em oito municípios, entre os quais, o Tauá, envolverá a elaboração de um plano e a capacitação das pessoas de uma maneira geral (a população) para a constituição de associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis, além da aquisição de equipamentos para uso em galpão de coleta seletiva (prensa e balança) e equipamentos de proteção individual. Além da geração de emprego, renda e melhores condições de trabalho para os futuros recicladores, o prefeito Carlos Windson pretende, conforme declarou à imprensa local e aos nossos espaços jornalísticos em Fortaleza (Rádio Cidade-Política Especial, Jornal O Estado, Rede Facebook e Sistema Antonio Viana Online-www.avol.com.br), com a adoção do Plano de Coleta Seletiva, envolver a população e mudar o cenário atual por meio do incentivo a um comportamento cada vez mais sustentável na cidade.

Fala contextual – “Sensibilizado com esse cenário, aderi ao projeto de imediato, que propõe uma organização interna do nosso município de forma a diminuir a geração de resíduos, reaproveitar e reciclar o máximo possível de materiais e evitar a utilização de lixões a céu aberto, é um desafio que só conseguiremos se contarmos com o apoio de todos, trabalhando não de forma isolada, mas todos em prol de todos”, disse o médico-prefeito Carlos Windson Mota.

outros destaques >>

Facebook

Twitter