sábado, 25 de maio de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

MPF está ‘próximo’ de achar dinheiro roubado

Cláudio Humberto

Colunista - Geral

segunda-feira, 11 de março 2019

Imprimir texto A- A+

Deixa as investigações continuarem
Presidente Jair Bolsonaro comenta o caso
de supostas candidaturas laranjas no PSL

Procuradores do Ministério Público Federal (MPF) garantem que estão “próximos” de encontrar o paradeiro de mais de R$ 100 milhões que eram armazenados em um quarto na casa de Paulo Vieira de Souza, o “Paulo Preto”, operador da corrupção do PSDB em São Paulo. Além de revelar o total do dinheiro sujo, o doleiro Adir Assad contou em delação que Paulo Preto dava banho de sol nas cédulas para não mofar.

Destino: Bahamas
Uma das linhas de investigação aponta que os R$100 milhões sacados de bancos da Suíça podem ter sido depositados nas Bahamas.

Denúncia
suspensa
Com o sumiço do produto do roubo, o ex-diretor da Dersa, do Governo de São Paulo, ainda não foi denunciado por lavagem de dinheiro.

Prescrição
adiada
Apesar dos 70 anos de Paulo Preto, ontem (8), a prescrição do crime começará a contar (pela metade) após o dinheiro aparecer.

Geddel Vieira
é só metade
O dinheiro que sumiu é o dobro dos R$ 51 milhões encontrados pela Polícia Federal em apartamento do ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Milênios
O total de penas das condenações que tiveram origem na Lava Jato em Curitiba já atinge mais de 2.242 anos de pena.

Bilhões
Segundo cálculos do Ministério Público Federal, a Operação Lava Jato conseguiu recuperar mais de R$ 12,3 bilhões surrupiados pela corrupção.

Bloqueios
Apenas em bens bloqueados de acusados e denunciados pela Lava Jato são mais de R$3,2 bilhões nos últimos cinco anos.

Respeito é bom
Ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, o general Augusto Heleno é o auxiliar mais admirado pelo presidente Jair Bolsonaro e tem sido visto como uma espécie de “oráculo” do governo.
Haja imposto
O Governo Federal já superou a marca de R$500 bilhões arrecadados com impostos, taxas, execuções judiciais etc. A previsão, sem reforma da previdência, é terminar o ano com pouco mais de R$ 3,2 bilhões.

Contagem regressiva
O ex-presidente Lula vai ganhar os holofotes do Brasil e do mundo em 28 dias, quando completará um ano em cana. Enquanto os apoiadores do petista preparam protestos, apoiadores da prisão preparam a festa.

Fim do abuso
Autorizações da Aneel para aumentos abusivos, de até 23,2%, na conta de luz podem estar com dias contados. A Câmara analisa projeto que limita o aumento à inflação oficial (IPCA), que fechou 2018 em 3,75%.

Turismo em Brasília
O governador do DF, Ibaneis Rocha, viaja a Portugal, nesta quarta (13), para assinar acordo criando a “stopover”. Quem pagar passagem Lisboa-Brasília pela TAP ganhará direito a dois dias de hotel na capital. Para viajar, Ibaneis pagou passagens e hospedagem do próprio bolso.

De volta ao trabalho
Após 13 dias de Carnaval, a Câmara dos Deputados retoma o trabalho nesta terça (12). Há reuniões de bancadas de Roraima, Amapá e São Paulo, além da votação do projeto que tipifica o assédio moral.

Defesa atrasada
A Defensoria Pública do RJ esperou mais de um ano e aproveitou o Dia Internacional da Mulher para requerer prisão domiciliar a 20 mulheres com filhos pequenos, tal como a mulher de Sérgio Cabral conseguiu.

Na nossa conta
A União começou 2019 gastando pouco menos que em 2018. Houve queda de 4,3% entre janeiro e dezembro, mas os salários, benefícios e regalias dos três poderes consumiram R$25,9 bilhões em um só mês.

Pensando bem…
…após o fim do Carnaval, agora sim, feliz 2019!

Durante votação importante sobre o salário mínimo, o então presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, sumiu do plenário. Nem sequer presidiu a sessão. Aos repórteres, Severino explicaria depois, com a sutileza possível. “Fui fazer uma coisa que ninguém poderia fazer por mim… Vocês sabem.” Presidente da Câmara também faz xixi.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter