segunda-feira, 18 de março de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Na testa e em defesa do Ceará

Macário Batista

Colunista - Política

quarta-feira, 09 de janeiro 2019

Imprimir texto A- A+

Ciro Gomes jamais ficaria calado ouvindo atrevimentos. Nunca foi pra casa levando desaforos. E quando os escuta defende a sí e quem estiver por perto sendo vítima. E assim agiu quando dois idiotas resolveram abrir suas torneiras da iniquidade e tripudiar sobre o drama que ora vivemos aqui no Ceará. Ciro foi ao meio fio e aprontou: “Aqui no Ceará somos um coletivo de muitos homens e mulheres trabalhando hoje sob a liderança do Governador Camilo Santana. Assim, diante de um problema tão grave, potencialmente, como a onda de terror que as facções criminosas tentam impor ao nosso povo trabalhador, o que se impõe a nós é agir e não falar. Candidatos falam, é o que podem fazer, governantes decidem, é o que tem que fazer. Mais de 570 celulares foram apreendidos nos presídios, 148 bandidos foram presos, três morreram, nenhum civil, e nenhum policial foi ferido. A ação está sendo feita com o importante apoio da força nacional e de outras forças federais. Os cearenses são gratos por este apoio e não deixaremos diferenças políticas ou partidárias nos tirar do caminho que nosso dever nos impõe: restaurar a ordem e a paz públicas. Isto dito, pedi permissão ao Governador Camilo Santana para repudiar, com toda a força, as palavras criminosas de dois irresponsáveis destes tantos que infernizam a vida brasileira: deputados de primeira viagem ligados a esta verdadeira facção criminosa que age na internet: o MBL. Na ânsia incontida de aparecer, estes dois delirantes foram para a internet anunciar uma pseudo trama em que, pasme a opinião pública brasileira, todo o sofrimento que passamos juntos com nosso povo seria um plano político maquiavélico para apimentar nossa discordância politica com o atual presidente. Canalhas! É o que são vocês dois! Respeitem o Ceará, respeitem nosso povo, respeitem nosso sofrimento. O que fizeram é simplesmente deplorável, e apenas junta suas vozes à de marginais que tentam aterrorizar nossa gente. Vocês verão, politiqueiros imundos, que o Ceará e os cearenses vão vencer mais esta batalha e aí será também possível avaliarmos a conduta de marginais que entram na política para fazer o mal, mesmo que a vítima seja toda uma população humilde e trabalhadora.

Linguagem de peladeiro
O general Heleno, o mais próximo do presidente Messias, defendeu o amigo dos fuxicos de que teriam brigado o presidente e o Posto Ipiranga, num desentendimento sobre economia brasileira e etc. e coisa e tal. E foi num leriado simples como a turma da pelada da Praça do Filgueiras, na Sobral do meu tempo:“Não teve rusga nenhuma, nem rusga, nem carrinho por trás, nem tesoura voadora, não teve nada. Hoje de manhã se encontraram aí, best friends, não tem essa história”.

Rebatendo
a mentira
Fizeram fuxico pro general Mourão e ele disse umas coisas que não cairam bem na cúpula no governo do Ceará. Efetivo de férias é maltratado pelo governo.

Cacete do Dedé
Camilo Santana foi ao meio fio e disse que não havia maus-tratos a militares e que a tropa não choraminga disso.

Já André…
O secretário de Segurança, André Costa, negou que 40% do efetivo da PM esteja de férias. Segundo o secretário, a lei permite no máximo 10% do efetivo de férias.

Aí entortou
Para André Costa, há pessoas tentando tirar proveito político da situação no Ceará. O secretário observou que não há uma política nacional de segurança pública, tampouco voltada aos presídios. “Vamos mostrar que quem manda é o Estado”, disse o Costa.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter