sábado, 21 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

No reino das meninas

Macário Batista

Colunista - Política

quinta-feira, 21 de março 2019

Imprimir texto A- A+

 

Meninas, quando novinhas brincam de boneca. Pelo menos brincavam no meu tempo. Faziam panelinhas, armavam casas, dialogavam com suas bonecas, convidavam amigas para festas de aniversários de suas amigas de faz de conta e iam tocando a vida, aprendendo o dever de moças casadoiras, donas de casas impecáveis. O tempo, a modernidade, o diabo do celular, as bondades, e maldades, da internet, foram virando o jogo. Tem mais boneca,não.Tem mais casinha, não. Tem mais aniversário de boneca, não. O leriado é outro. As meninas estudam, crescem no aprendizado, trabalham pra não “dependerem de homem” e traçam seus próprios caminhos. Fazem leis, cumprem e descumprem leis como qualquer bicho-gente. As mulheres de hoje brilham como brilhantes à luz. Iluminam como focos na escuridão. Pegam na enxada da vida como qualquer sertanejo na enxada nordestina. No Ceará temos exemplos disso. Desde mulheres humoristas a trabalhadoras em todos os níveis, incluindo aí as políticas e administradoras. Há várias delas, mas no Icó, cidade antiga, de tradições arraigadas ao machismo, Elas derribaram o incômodo. Depois de um mandato de deputada estadual, Laís Nunes virou prefeita. Administra com foco no desenvolvimento, na educação, e, às vezes,até nos padrões ligados à assistência social mais tradicional. E não pensem que Laís não inovou. Não satisfeita com o próprio sucesso, puxou brasa pra sardinha dela. Montou o “ministério” com base nas “colegas” e hoje chama pra aniversários de obras, reformas, escolas, hospitais, segurança etc. e tal. De 12 secretarias, repare só quantas são ocupadas por mulheres: 1 – Prefeita: Laís Nunes; 2 – Trabalho e Assistência Social: Alãnia Alves; 3 – Relações Institucionais: Ana Glessy; 4 – Chefe de Gabinete: Rosana Figueiredo; 5 – Saúde: Oriana Nunes; 6 – Cultura: Sarah Raquel;7 – Diretora do Hospital Regional: Luma Cavalcante; 8 – Educação: Aurineide Amaro; 9 – Ouvidoria: Ana Waleska. Só no primeiro escalão.

Chanceler de fato. Filho, e não chanceler, acompanhou Bolsonaro em encontro com Trump no Salão Oval. O segundo chanceler aplaudiu Bolsonarinho pelo sucesso que não conseguiu até agora. Aplaudiu o empregador.

Silêncio
A Prefeitura, ou qualquer autoridade de Juazeiro do Norte, ninguém, assinou uma llinhazinha sobre o leilão do Aeroporto Regional do Cariri em seu território.
Ridículo
O volume de recursos anunciado para ser aplicado em reformas e ampliação do aerodromo, em 30 anos chega a ser rizível; coisa de 500 mil reais por mês.
Frustração
As autoridades esperavam dinheiro que pudesse alavancar empregos, trabalho, desenvolvimento. Nada disso pode ser conseguido com míseros R$6 milhões/ano.
Alagamentos em Fortaleza
Quando o riacho,o córrego ou o rio não é morto pela construção, é morto pelo povo que não faz cerimônia em jogar seu lixo,entupindo-os e a seus escoamentos.Não culpem só a autoridade.
Belezura
Ficou linda a prestação de contas do senador Tasso Ribeiro. Uma brochura em papel cuchê bem 80 quilos, em cores vivas e, ppor certo, editado pela gráfica do Senado.
Grande inverno
Como afirmaram os profetas da chuva, reunidos em Quixadá, teremos bom inverno este ano. O que choveu no dia de São José,nos remete a isso. Santo não costuma enganar.
Base de Alcantara
Então o que estiver sem uso pode ser dispensado pra aluguel ou empréstimo? É a bancada do Maranhão reclamando em Brasilia, junto com a oposição. Ê ê.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter