terça-feira, 18 de dezembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Nova ameaça ao Dnocs

Fernando Maia

Colunista - Política

terça-feira, 13 de novembro 2018

Imprimir texto A- A+

 

Parece que o Dnocs, ao combater os efeitos desastrosos das secas no Nordeste virou um dos alvos preferenciais da Republica. Reconhecido pelos que o conhecem, respeitam e defendem, vem tendo a sua sobrevida garantida ao longo das três últimas décadas em condições precárias, com falta de recursos agravado com o esvaziamento de 70% dos seus atuais 1.340 funcionários. Mais uma vez, com a chegada do novo governo da União, o Dnocs entra para o rol dos órgãos extinguíveis. Desta feita, uma das justificativas é por conta da anunciada rearrumação do quadro ministerial pelo presidente eleito, e teria a ver com a inclusão do Turismo e Cidades no Ministério da Integração Nacional. Em consequência a Codevasf, futura gestora da transposição do Rio São Francisco, poderá ser privatizada e o Dnocs, que tem o mapa das secas no Nordeste, pode não escapar ao estigma da extinção. A esperança é que se mobilizem os seus fiéis defensores para mantê-lo vivo como justifica à sua história. Nenhuma entidade técnica em atividade tem tanto conhecimento sobre recursos hídricos no Brasil.

Sem interlocutor.
Com Ciro Gomes liderando a oposição, o irmão Cid, idem, e de quebra fazendo do PT de Camilo Santana o seu saco de pancadas favorito, a sorte não está ao lado do governador. Para piorar, Eunício Oliveira entrou em rota de conflito depois das últimas votações da Câmara Alta. A interlocução do Ceará com o Planalto, “vai pro brejo”, antes da posse de Jair Bolsonaro.

Salada. Para o ex-presidenciável Ciro Gomes, o presidente eleito Jair Bolsonaro, ao pretender misturar Turismo e Cidades no Ministério da Integração Nacional, simplesmente, mistura “alhos com bugalhos”.
Luva de pelica . Alegando gratidão ao prefeito de Sobral, Ivo Gomes, o senador Eunício Oliveira libera, amanhã, R$ 280 milhões destinados a projetos fundamentais na “Princesa do Norte”.
Outros aliados. Após desprezar o PT como aliado oposicionista, Ciro Gomes busca a adesão do DEM. Mas, há aproximação do líder-maior da sigla, Rodrigo Maia, com Bolsonaro.
Isolamento. Na pior situação da sua recente história, o PT, rejeitado pelos partidos e lideranças que farão oposição, terá na liderança da bancada na Câmara novamente o cearense José Guimarães.
Crescimento. Para observadores da cena política a candidatura Tin Gomes revela crescimento na disputa para a presidência do Poder Legislativo.
É Brasil!. Segundo o TSE e PF, entre mais de 23 mil casos de irregularidades eleitorais, encontram-se doações de beneficiários do Bolsa Família, e até de milhares de pessoas falecidas.
Guerra. Na dura guerra pela presidência da OAB-CE, alguns candidatos estão prometendo fazer auditoria externa nas contas da Entidade, e também na Caixa de Assistência ao Advogado do Ceará.

“Não permitirei interrogado transformar este Tribunal em picadeiro”. Juíza Gabriela Hardt, sobre Lula ameaçar atacar o Juiz Moro durante interrogatório, hoje, em Curitiba.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter