sábado, 17 de agosto de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

O emocional, a paixão e o improvável

Fernando Maia

Colunista - Política

sexta-feira, 24 de agosto 2018

Imprimir texto A- A+

 

O ex-governador Cid Gomes, candidato do PDT ao Senado, faz advertência para ser acolhida e muito bem avaliada por aqueles que se acham envolvidos com a eleição deste ano, aconselhando que é preciso evitar o “salto-alto”, expressão que se aplica ao excesso de confiança associado a arrogância, quando há a suposta certeza de uma vitória nas urnas. Cid, com inteligência e visão dos caprichos da atividade, quis se referir ao otimismo dos governistas em relação à enorme distância nas pesquisas entre o governador Camilo Santana, que busca a reeleição, e o general Guilherme Theophilo, seu principal antagonista. Tem lógica, se nos reportarmos a casos de vitória certa em antigos pleitos, cujos resultados mostraram o contrário. Tomando-se como exemplo a disputa de Edilson Távora e Mauro Benevides, para o Senado, em 1974; Adauto Bezerra versus Tasso, em 1986, e Paes de Andrade versus Maria Luíza, em 1985. Será sempre bom que candidatos, apoiadores e estrategistas procurem ficar atentos a uma realidade: previsão não é uma ciência exata. Para se chegar a ela, passa-se pelo emocional, pela paixão e pelo improvavel. Em muitos pleitos, o voto pode derrotar quem se achava eleito. Benedito Valadares, velha raposa mineira, nunca antecipava prognósticos, preferindo sempre repetir uma frase cunhada por ele: eleição e mineração, só na apuração.

Pedido justo . Em documento enviado a todos os candidatos a presidente da República e governador de Estado, a Unicef pede que priorizem em seus programas os direitos e o bem-estar das crianças.
Estratégia . Com caminhos abertos para herdar a votação dos Ferreira Gomes na Zona Norte e Ibiapaba, a médica Lia Gomes deverá, mesmo, centrar a sua campanha ao Legislativo em Sobral.
Confortável . Depois de ajudar Camilo Santana a conseguir R$ 1 bi junto ao Bndes para o Metrofor, o senador Eunício Oliveira ficou mais confortável para calar o PDT, que lhe deu vaias.
Otimismo . Cid Gomes tem duas certezas que orientam as suas previsões eleitorais: Lula não será candidato e Ciro Gomes terá todas as vantagens sobre Fernando Haddad.
Apoio a Audic . Sem se importar com reações dos adversários do deputado Audic Mota, primeiro-secretário da AL, em Tauá e outras cidades dos Inhamuns, Cid Gomes lhe garante todo o apoio.
Mestre é mestre .
Após ter dado “show” de conhecimento econômico em entrevista na Globo News, Mauro Filho, assessor econômico de Ciro Gomes, fará palestra para empresários do Lide, que lhe concedem “status” antecipado de ministro.
Fórum . Os deputados Ely Aguiar (DC) e Carlos Matos (PSDB) defendem, para logo, a criação do fórum permanente de debates sobre a crise hídrica do Estado, sempre ameaçadora.
Aumentou crise . Marina Silva (Rede), diz que Dilma Rousseff foi eleita à custa de mentiras e medidas econômicas desastrosas que terminaram por ampliar a crise do Brasil.

Desbaste . Deputado Fernando Hugo (PP) opina:  mesmo que Maluf tenha merecido ser cassado, ele não é o único.

Se a Câmara for cassar quem merece, a casa vai ficar vazia. “Se os partidos agissem com ética, cautela e respeito à sociedade, o TSE não teria que se desdobrar para julgar candidaturas impugnáveis”. Ministra Rosa Weber, presidente do TSE.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter