segunda-feira, 19 de agosto de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

O Governo Federal informou que a venda de títulos públicos por meio do Tesouro Direto bateu recorde

Rubens Frota

Colunista - Economia

quarta-feira, 26 de junho 2019

Imprimir texto A- A+

1O Governo Federal informou que a venda de títulos públicos por meio do Tesouro Direto bateu recorde, ao somar R$ 5,860 bilhões em maio deste ano. Esse programa foi criado em janeiro de 2002 e permite a pessoas físicas a compra de títulos públicos pela internet, por meio de bancos e corretoras.

2O alto volume de vendas de papeis ocorreu em um mês de grandes vencimentos: R$ 8,103 bilhões. Ao mesmo tempo, os investidores resolveram revender antecipadamente (antes do vencimento) para o Tesouro Nacional outros R$ 1,959 bilhão em títulos públicos – que resgatou esses títulos públicos. Ao todo, R$ 10,063 bilhões foram retirados de mercado em maio.

3Considerando o volume das emissões e dos resgates de maio, de acordo com o Tesouro Nacional, houve um resgate líquido, ou seja, retirada de títulos públicos no mercado acima do volume de emissões, de R$ 4,203 bilhões no mês passado.

Gás natural
O Conselho Nacional de Política Energética aprovou resolução para abrir o mercado de transporte e distribuição de gás natural. O Governo avalia que a medida pode reduzir o preço do gás.

Recomendações
Entre outras medidas, a resolução prevê as seguintes recomendações: ações para a Petrobras deixar de controlar a venda de gás natural; adoção de incentivos para os estados abrirem mão do monopólio de distribuição.

Sem exclusividade
Pelo acordo, a Petrobras deverá se comprometer a: vender distribuidoras e transportadoras de gás natural; abrir mão da exclusividade de uso da capacidade dos dutos. Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, as medidas poderão fazer com que, entre dois e três anos, o preço do gás caia cerca de 40%.

Reajuste da água
Uma decisão judicial suspendeu o reajuste de 15,86% proposto pela Cagece no início deste ano e autorizado pelo Conselho Diretor da Agência Reguladora do Estado. De acordo com a liminar, o reajuste terá que ser revisto para 4,31% e está autorizada a “promoção da atualização monetária, devolvendo ao valor da tarifa a perda inflacionária do período”.

Máquinas
A indústria brasileira de máquinas e equipamentos cresceu 15,1% em maio em relação ao ano anterior e 4,7% na comparação com abril, totalizando R$ 7,2 bilhões de receita líquida total. O dado é da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.

Crescimento
Segundo a Abimaq, o crescimento em maio é influenciado principalmente pelo mercado doméstico, que cresceu 12%. No acumulado entre janeiro e maio, o setor cresceu 7,5%. “É um crescimento robusto, mas estamos olhando para maio do ano passado, quando teve a greve dos caminhoneiros. Estamos também trabalhando com uma base muito ruim. Para se ter ideia, de 2012 para 2015 o mercado caiu 50%. Estamos falando de 7,5% sobre 50% menos”, falou o presidente da entidade, João Carlos Marchesan.

2.300% até 2024
O Brasil deve ter crescimento de 2.300% em sistemas de energia solar do tipo geração distribuída nos próximos cinco anos. A previsão é da Agência Nacional de Energia Elétrica. Hoje o País conta com cerca de 80 mil sistemas instaladas. Tendo esse crescimento em vista, a Sou Energy tem investido na preparação de profissionais qualificados para atender a demanda. Nos próximos dia 27 e 28, acontece a nova edição do curso Projeto Solar PVsyst. Voltado para arquitetos, engenheiros e pesquisadores, as aulas teóricas e práticas permitem que os participantes desenvolvam um projeto desde a configuração de dados meteorológicos, até a análise de viabilidade financeira.

Incentivo
Proporcionar o empreendedorismo das pessoas, visando a prosperidade de todos, pois Somos Todos Um. Esse é o propósito do negócio social que pretende ajudar pessoas de baixa renda a usar seus dons e talentos como empreendedoras e colocá-los em prática. O Somos Um está iniciando um trabalho no Bairro do Bom Jardim para dar forma a essa ideia.

Incentivo II
Tudo surgiu da inciativa da empresária Ticiana Rolim, diretora comercial e de marketing da C. Rolim Engenharia, que sonhava em gerar impacto positivo na vida de jovens e mulheres de bairros e comunidades de Fortaleza. Hoje (26), às 18h30, no Centro de Integração da Criança e do Adolescente – Caic, moradores do Bom Jardim vão conhecer como tudo irá funcionar.

Incentivo III
O Somos Um é um negócio social que apoia o desenvolvimento de negócios com a finalidade de resolver problemas sociais e não apenas maximizar os lucros, atuando com o fomento do empreendedorismo, prioritariamente para mulheres e jovens. Segundo Ticiana Rolim, não se trata apenas de uma capacitação e sim uma maneira de trabalhar o indivíduo de forma mais completa.

Incentivo IV
“Entendemos o Ser Humano como um Ser Integral, e queremos que todos prosperem em todas as áreas de sua vida, aprendemos com o padre Rino uma abordagem biopsicosocioespiritual, que cuida do corpo nas suas necessidades biológicas, da qualidade dos pensamentos e das emoções, dos relacionamentos sociais e da tendência natural para a transcendência, e é assim que será realizado nosso trabalho”, explica Ticiana.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter