sábado, 20 de outubro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

O PODER DE CONVENCER

Solange Palhano

Colunista - + CADERNOS

sexta-feira, 09 de fevereiro 2018

Imprimir texto A- A+

Quando se repete muita uma história com o objetivo de convencer as pessoas que aquilo é verdade, acaba que muitos passam a acreditar.Com o domínio da oratória e ocupando espaços na mídia indivíduos usam o poder de persuasão e convencimento para tornar verdadeiro a sua afirmação. Assistindo debates sobre a Reforma da Previdência, com a presença de parlamentares da oposição e os da base do governo, cada um tenta de sua maneira convencer que o que diz é verdade. Ocorre que, o telespectador que não se informa muito sobre a reforma acaba ficando confuso.

As contas da Previdência não batem, o risco de no futuro do aposentado não receber a contribuição é real, então, ou aprovam até final de fevereiro esta reforma ou o problema será do próximo presidente.
O que mais me causa curiosidade é porque não comenta-se nada sobre a previdência de militares. Quase metade do rombo da Previdência vem das Forças Armadas. Apesar do contingente ser bem menor do que os pensionistas e aposentados civis o saldo negativo deles chegou a R$ 34 bilhões. No início das discursões das novas regras era igualar todos: homens, mulheres, rurais e urbanos, funcionários de setor privado, servidores públicos, civis e militares. Com a dificuldade de aprovação, o governo excluiu os militares e os trabalhadores rurais. Em abril do ano passado, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, chegou a anunciar que a proposta seria apresentada no mês seguinte. Nada foi feito e não se fala mais neste assunto. Por que isto? Será que existe o medo de mexer com os militares, lembrando do tempo da ditadura?
Hoje inicia o Carnaval, vamos dançar, sorrir e esquecer dos problemas até chegar a Quarta-Feira de Cinzas. “Oh quarta-feira ingrata…”

Planos de Saúde

Nesta quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, por unanimidade, que as operadoras de planos de saúde devem reembolsar o SUS quando os clientes realizarem tratamentos na rede pública. O deputado Danilo Forte (DEM-CE), que no Pacto Federativo esteve à frente da luta pela manutenção da regra, explica os benefícios que podem ser gerados com a decisão. “Não tem lógica o plano receber pagamento por serviços prestados pelo Estado. Esse funcionamento só enriquece as empresas privadas às custas das finanças públicas. A decisão é uma das maiores vitórias do municipalismo brasileiro, pois as operadoras ganham recursos na ordem de R$ 4,99 bilhões. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), entre 2000 e 2017 foram identificados 4,51 milhões de atendimentos no SUS de usuários de planos de saúde passíveis de ressarcimento.

BNB em São Paulo

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, esteve essa semana em São Paulo. Convidado para uma apresentação em evento promovido pelo BTG Pactual, ele destacou o volume de créditos concedidos pelo BNB entre 2010 e 2017. Foram R$ 184,7 bilhões aplicados na economia da Região. “Para 2018, o Banco tem disponível R$ 30 bilhões de orçamento do FNE, dos quais cerca de R$ 14,5 bilhões são destinados a financiar projetos de infraestrutura. As novas taxas que estamos trabalhando são as menores de todo o país. Isso é um atrativo para que investidores venham para o Nordeste gerar mais emprego e renda”, falou Romildo ao público de empresários e executivos. O BNB é o maior Banco de desenvolvimento regional da América Latina e conta com cerca de 4 milhões de clientes ativos.

Alerta

Com a chegada das chuvas tudo que é doença aparece, dengue, conjuntivite e várias viroses. A que está atingindo grande parte da população vem com vômitos, enjoos e desarranjos. Orientação dos médicos, tomar bastante líquido porque com estes sintomas é muito fácil desidratar, e desidratação é coisa séria, pode até chegar a óbito.

Artes

Newton Whitehurst curador e marchand, que comanda o menu das artes, foi o anfitrião do movimentado coquetel de abertura da nova exposição que está em cartaz no Sotão do Moleskine GastroBar. Azuhli, Andrea Dallolio, Viudez, Stefanie Falcão, Marco Oriá, Mário Sanders, Sergio Helle e Rafael Câmara, são oito artistas cearenses que desenvolveram obras com influência alemã.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter