quinta-feira, 27 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

O que quer o sertanejo

Fernando Maia

Colunista - Política

sexta-feira, 07 de setembro 2018

Imprimir texto A- A+

 

Será contravenção eleitoral, mas nenhum candidato deixará de obedecer a um costume que fez a “boca torta” do eleitorado nordestino. Há dois fatores que não devem ser esquecidos para generosas contribuições nas campanhas de candidatos a deputado federal e estadual. O primeiro, é a inevitável ajuda financeira para cabos eleitorais, sem o que, agrava-se a dispersão de votos, complicada com número recorde de partidos. O segundo tem a ver com as necessidades de cada município. Elas são hoje conhecidas dos candidatos e estão expostas a eles, o que significa dizer que aspirantes à Câmara dos Deputados e à Assembleias Legislativas cometem suicídio político, se tentarem enganar prefeitos, lideranças e eleitores. Nos municípios, atingidos por secas aliadas à crise, não existe eleitor ignorante e muito menos lideranças alheias à realidade local. Os meios de Comunicação da aldeia global não permitem mais a desinformação das pessoas do Interior. Quebra a cara quem sonha ser eleito com promessas demagógicas, vazias e manjadas. A gente do Interior sabe sobejamente, mais que qualquer candidato, o que é possível, e o que é ficção e lero-lero.

Saia do muro. Em mais uma prova da eficiência da sua gestão à frente do TRE-CE, a desembargadora Naílde Pinheiro inova ao anunciar a realização de aulas de Educação Eleitoral, via da Escola Judiciária, para alunos de nível médio com o tema “Saia do Muro”. A magistrada quer evitar que o eleitor se deixe influenciar pelo comodismo. Votar é dever cívico.

Vai avançar . Robustecido pela última pesquisa Ibope, Ciro aguarda a saída definitiva de Lula para concentrar esforços nos nove estados do Nordeste, mina de votos do petista, onde ele também vem recebendo boa avaliação.
Grande risco . Alerta de Cid sobre os riscos dos votos nulos, brancos e ausências: quanto mais os eleitores se ausentarem ou desperdiçarem seus votos, mais alimentam os corruptos.
Alvarás . Em audiência pública, o deputado Carlos Matos (PSDB) afirmou que os pequenos e microempresários serão prejudicados pela burocracia e pela política perversa dos alvarás da PMF.
Pega mal .
É voz corrente que o prefeito Roberto Cláudio está usando a máquina municipal a favor do seu pupilo, Francisco Queiroz Maia, “enfant gatée” da sua causa eleitoral, esquecendo vereadores com os quais se comprometeu.
Perdas . Para Carlos Matos, sem mudanças na cobrança e na renovação de alvarás, o resultado será a falência de milhares de empreendedores e o fechamento de pequenas empresas.
Apoio total . Não será por falta do apoio de Tasso Jereissati que o genera Guilherme Theophilo deixará de crescer nas pesquisas. O Senador tem comparecido a todos os eventos políticos do candidato.
Lógica de Fachin . Tiro no pé da defesa de Lula. Quando acreditava do ministro Edson Fachin uma liminar, o magistrado alegou que a Comissão da ONU interferiu apenas no processo eleitoral e não no criminal.
Inutilidade . Na visão do deputado Tin Gomes, não passará de pura falácia pensar-se em reformas tidas como urgentes, se outra reforma fundamental, a política, não for realidade.
Persistência . De novo em Brasília, em companhia do senador Eunício Oliveira, Camilo Santana esteve “na cola” dos ministérios pela liberação de R$ 113 milhões de emendas parlamentares.
Agradinho . Segundo se comenta, dos R$ 130 milhões a serem liberados, R$ 25 milhões serão distribuídos com os municípios. Um “agradinho” que chega a tempo.
Grito . Por ocasião do “Grito dos Excluídos”, foi feito um apelo à PMF para que agilize medidas para o residencial do Bom Jardim, com 1.150 casas, sem calçamento, sem água, sem luz e, para piorar, sem esgotamento.

“Para que possamos ter bons partidos políticos, é preciso primeiro impedir que aventureiros tomem de conta deles”. Ministro Celso de Mello, do STF.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter