sexta-feira, 21 de setembro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Pedidos de crédito

Rubens Frota

Colunista - Economia

quarta-feira, 11 de julho 2018

Imprimir texto A- A+

As consultas e os enquadramentos dos pedidos de crédito no Bndes cresceram aproximadamente 5% no primeiro semestre, na comparação com o período de janeiro a junho de 2017, segundo o presidente da instituição de fomento, Dyogo Oliveira. Para o segundo semestre, porém, o cenário eleitoral poderá ser um entrave. O presidente do Bndes destacou, ainda, que a desaceleração da economia também impacta negativamente nos números do banco de fomento. “Num cenário de menor atividade, as empresas acabam também retraindo seus investimentos”, disse, reafirmando que o calendário de devoluções de recursos do Bndes ao Tesouro Nacional está mantido.

Distrato
A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado rejeitou, ontem, o projeto de lei que impõe multa de até 50% do valor já pago ao cliente que desistir de um imóvel comprado na planta. A proposta fixa novas regras para o chamado “distrato”, que acontece se o cliente desistir do negócio ou em caso de inadimplência. O projeto foi aprovado pelo plenário da Câmara dos Deputados no início de junho deste ano. Ontem, após uma série de críticas, os senadores rejeitaram, por 14 votos a 6, o relatório que acatava o conteúdo do projeto aprovado pela Câmara. Quando um projeto é recusado em determinada comissão, senadores podem apresentar recurso para tramitação da proposta em plenário.

Inovação
Depois de dois anos estagnado, o Brasil subiu em 2018 cinco posições no ranking mundial de inovação elaborado pela Universidade de Cornell, pela escola de negócios Insead e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual. O País saltou do 69º para o 64º lugar, entre 126 economias listadas. É a melhor classificação em quatro anos. Ainda assim, a maior potência econômica da América Latina e Caribe fica atrás dos vizinhos Chile (47ª posição), Costa Rica (54ª) e México (56ª) na lista.

Contra fake news
O YouTube anunciou que investirá US$ 25 milhões para lutar contra a propagação de notícias falsas, especialmente em coberturas urgentes e de última hora, informou a plataforma em seu blog oficial.

YouTube
O YouTube, propriedade do Google, disse que este investimento será parte da plataforma Google News Initiative, apresentada em março pelo gigante do setor de tecnologia para ajudar os veículos de imprensa e para enfrentar notícias falsas, as chamadas fakenews. A partir das próximas semanas, os usuários de YouTube nos Estados Unidos, quando procurarem vídeos sobre temas de última hora, verão no portal links com pequenos extratos de notícias sobre esses assuntos publicadas em diferentes veículos de comunicação.

Onde pagar
As agências lotéricas não receberão mais o pagamento da conta de energia elétrica, no Ceará, a partir do dia 5 de agosto. Com a mudança, os clientes devem procurar outros locais para efetuar o pagamento. Entre as alternativas oferecidas pela Enel é a possibilidade de cadastrar o pagamento em contas de bancos dos bancos conveniados – Banco do Brasil, Santander, Bradesco e Caixa Econômica Federal – pelo site da companhia ou em uma das lojas de atendimento da distribuidora.

Linha de crédito I
A partir do reconhecimento do potencial energético solar no Brasil, bancos e instituições financeiras estão mais sensíveis à oferta de linhas de crédito destinadas a esse tipo de tecnologia. A Sicredi Ceará Centro Norte, atenta à esse cenário, apresenta financiamento voltado à aquisição de equipamentos voltados para energia solar.

Linha de crédito II
A intenção dessa linha de crédito é incentivar infraestrutura de captação de energia solar em residências ou empresas. Entre as facilidades que a Sicredi oferta estão taxas reduzidas, abaixo das praticadas pelo mercado financeiro, a flexibilidade no uso da verba solicitada, valor financiado creditado diretamente na conta corrente e prazo de pagamento em até 60 meses.

Linha de crédito III
Para solicitar o crédito, o associado tem sua renda analisada pela Sicredi, que, em contrapartida, consegue devolver parte desse investimento ao cooperado no final do ano, na distribuição dos resultados, as chamadas sobras. “Nossa intenção com essa oferta é atender às demandas e necessidades dos associados, oferecendo sempre produtos e serviços inovadores, ou seja, as soluções financeiras para o que ele precisar”, diz Marcos Aragão, Presidente da Diretoria Executiva.

Consórcio
O mercado de consórcio continua apresentando crescimento, após ter fechado o primeiro trimestre de 2018 com 8% de crescimento na venda de novas cotas, segundo dados da Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios). Por se tratar de uma forma de investimento planejado e inteligente, essa modalidade oferece inúmeras possibilidades para uso do crédito, mas exige alguns pontos de atenção do investidor. Para isso, o auxílio de um especialista pode ajudar o cliente a ter um planejamento mais eficaz para a conquista de seu objetivo.

outros destaques >>

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter