sábado, 13 de outubro de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Políticos sem princípios

Julieta Brontee

Colunista - + SUPLEMENTOS

sexta-feira, 23 de março 2018

Imprimir texto A- A+

Em recentes declarações à imprensa a respeito da falta de princípios ideológicos e éticos da esmagadora maioria dos políticos brasileiros, o ministro Luís Roberto Barroso, um nome que engrandece o Supremo Tribunal Federal e a própria Justiça brasileira como um todo, alertava no sentido de que, na marcha em que vamos, terminaremos chegando ao ponto de termos que acabar com todos os partidos e substituir todos os políticos, hoje, em atividade. Para ele, nem se encontram mais partidos firmemente ideológicos, nem políticos com convicções firmes.
Nada mais verdadeiro do que afirma aquele agente da Justiça. Nos Estados Unidos e Inglaterra, as duas mais fortes democracias do Ocidente, a sociedade só tem que escolher entre os maiores partidos ali existentes há mais de dois séculos. É de causar inveja não termos um sistema partidário em que duas forças opostas se enfrentam com base em filosofias partidárias diferentes, mas rigorosamente democrática. Só o fato de termos “inventado”, desde o Império, mais de 200 partidos políticos e que, dos 37 de hoje, apenas um – o PC do B é histórico.
Como resultado, o Brasil, a cada eleição, vira alvo da curiosidade e da ironia dos países sérios, que assistem pasmos o desfile de dezenas de partidos, e, o que é pior, com candidatos cuja quase totalidade vive trocando de partidos como quem troca de roupa. Em conseqüência disso, a maioria dos homens de bem, cidadãos corretos e bem-intencionados fogem de candidaturas por levarem a sério os simulacros de partidos hoje em ação. OU seja, sem homens sérios e bem-intencionados na política, dificilmente teremos partidos sérios e confiáveis em nosso amado país.

NÃO SE EMENDA – Mesmo para os ciristas mais renitentes de Sobral, sua cidade natal, o presidenciável Ciro Ferreira Gomes continua sendo motivo de preocupação pelo seu desbocamento. O mais recente caso: multa de (apenas) R$ 20 MIL, por haver chamado, e sem motivos, de “semi-analfabeto, picareta e desqualificado” O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior. Sua única desculpa: foi o resultado “do calor das emoções do meio político”. Só que esse “calor” não atinge muita gente…

GRANDE BENEFÍCIO – Lideranças do interior têm manifestado sua gratidão ao deputado Audic Mota (MDB0), 1º Secretáriado da AL, pelo êxito em relação à decisão do Ministério das Comunicações para interiorização da programação da TV Assembléia. Para isso, ele foi diretamente à fonte, em Brasília, onde expôs todos os benefícios acarretados por essa decisão. Com essa emissora transmitindo sua programação para os 184 municípios, a sociedade terá acesso a muito mais programas culturais.

ARRANCA-RABOS – Nos anos 60, a Câmara Municipal de Sobral, de gloriosas tradições, “brindou” a população do Ceará com um “show” diferente: virou duas Câmaras, devido às brigas irreconciliáveis entre os seus membros. Esperamos que as brigas entre ministros do STF não obriguem a ministra Carmen Lúcia a fazer o mesmo, tão grande é a divisão entre aqueles doutos homens da Justiça os quais, em vez de darem bom exemplo arreganham os dentes uns para os outros, como se fossem cães brigando por ossos.
JUSTA HOMENAGEM – Ontem, na AL, sessão solene das mais justas, requerida pelo deputado Heitor Férrer (PSB), em homenagem ao Dia do Bibliotecário, uma categoria merecedora dos maiores elogios pela importância do seu trabalho cultural, pelo seu incentivo à leitura. Na ocasião, entre outros homenageados, a chefe da Biblioteca Danielle Nascimento, chefe da Biblioteca César Cals de Oliveira, da Assembléia Legislativa, que tem sido alvo das maiores atenções da gestão do presidente José Albuquerque.

“APAGÃO” DUPLO – Em Tianguá, no Planalto da Ibiapaba, o “apagão” da energia elétrica, que deixou sem energia 13 estados, terminou sendo dobrado. Isso, devido à situação da cidade, que teve o prefeito Luiz Menezes afastado, assim como o vice-prefeito. Nesse caso, assumiu temporariamente a prefeitura o vereador Valdeci Oião, cuja posse por pouco não deixou de acontecer, por falta de luz na Câmara Municipal. Para a cidade que mais cresce na Ibiapaba, há o risco de o “apagão político” se agravar.

SALVANDO OS BICHOS – Ganha apoio generalizado, em toda a capital cearense e Região Metropolitana, a decisão da Prefeitura de Fortaleza de dar todo o apoio para a ampliação do Abrigo São Lázaro, criado por um grupo de pessoas de bom coração e destinado a salvar animais abandonados. Além de uma ajuda de R$ 100 mil mensais, haverá ainda uma equipe de 20 especialistas em ação nessa instituição, que tem tudo para ser referência no País onde há tão pouco cuidado com os animais.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter