28 C°

domingo, 23 de julho de 2017.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Posse no Sindienergia

Tarcília Rego

O Estado Verde

terça-feira, 04 de julho 2017

Imprimir texto A- A+

Hoje, na sede da Fiec, toma posse a diretoria do Sindicato das Indústrias de Energia e Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará (Sindienergia), para a gestão 2016-2020. O evento acontece durante reunião da diretoria plena da Fiec, a partir das 18h30, no auditório José Flávio Costa, no térreo da Casa da Indústria. O Sindicato terá à frente como presidente, Benildo Aguiar.
No mesmo dia da posse ocorrerá o lançamento do Congresso & Feira de Exposição de Geração Distribuída (GD). Evento promovido pela Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), com apoio da Fiec e do Sindienergia, será realizado nos dias 25 e 26 de outubro, em Fortaleza.

BNDES aprovou ajustes da metodologia utilizada no credenciamento de módulos e sistemas fotovoltaicos nacionais. A metodologia viabiliza o apoio a projetos de geração de energia elétrica a partir da fonte solar fotovoltaica ao permitir o credenciamento dos equipamentos no sistema informatizado do Banco, estabelecendo critérios específicos para o módulo e o sistema de geração solar fotovoltaica.

A adequação aprovada simplifica as regras, eleva a participação do BNDES nos financiamentos (principalmente para micros, pequenas e médias empresas), aumenta a flexibilidade, com redução do escopo de obrigatoriedades, e amplia os prazos de mudança dos patamares de incentivo. O objetivo é fortalecer o apoio do Banco para ajudar a consolidar o mercado e a indústria de energia solar fotovoltaica no Brasil.
Cadeia da reciclagem. A Associação Brasileira do Plástico (Abiplast) criou uma versátil ferramenta online, o Banco de Resíduos, que permite às empresas encontrarem fornecedores e vice-versa.
Uso da plataforma é gratuito, basta preencher o formulário no portal (www.bancoderesiduosplasticos.org.br) o que permite as duas pontas se encontrar e realizar negociação e combinar pagamentos.

Presidente da Abiplast, José Ricardo Roriz disse que “o número de empresas dedicadas à reciclagem cresce bem mais que o PIB, na ordem de 10,6% ao ano. A cada tonelada reciclada do produto emissões de gases do efeito estufa são evitadas e água e energia economizadas”. O emprego no setor de reciclagem de materiais cresce 5,4% ao ano, no Brasil, e reúne 9,6 mil empregados em 1080 empresas.
O desmonte no licenciamento ambiental, em discussão no Congresso Nacional (a criação de uma “Lei Geral do Licenciamento Ambiental”) poderá causar um grande estrago no acesso ao crédito fornecido por instituições financeiras internacionais, afinal, a maioria de agências internacionais de crédito exige um padrão ambiental mínimo para a aprovação de projetos.
A despeito de pretender “simplificar” ou “modernizar” o processo de licenciamento, a nova proposta levará a retrocessos e na prática destruir princípios da precaução/prevenção e da sustentabilidade. O licenciamento é mais uma vítima da mentalidade imediatista que domina a política brasileira desde sempre.

ANP aprova novas regras para o biometano oriundo de aterros sanitários e de estações de tratamento de esgoto (ETEs) destinado ao uso veicular e às instalações residenciais, industriais e comerciais. Poderá ser comercializado e utilizado como equivalente ao gás natural

“A Teoria do Caos versa sobre a ‘desordem organizada’. Algo de caótico deve existir, porque todas as coisas estão em movimento.” Ávila Coimbra, filósofo.

outros destaques >>

Facebook

Twitter