quarta-feira, 20 de junho de 2018.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Premiados, ex-chanceleres só atrapalham Temer

Cláudio Humberto

Colunista - Geral

sexta-feira, 09 de fevereiro 2018

Imprimir texto A- A+

Tenho até 7 de abril para me decidir
Ministro Henrique Meirelles (Fazenda), deixando em aberto a candidatura à Presidência

Ex-ministros das Relações Exteriores do governo de Dilma e outros embaixadores, premiados pelo presidente Michel Temer, com postos importantes na Europa e Estados Unidos, são acusados por diplomatas, de não se engajarem na política externa brasileira e ainda usarem o cargo para falar mal do governo. Em jantares pagos com dinheiro público para jornalistas brasileiros, eles se esmeram em elogiar a política da era Lula, ex-presidente a um passo da cadeia por corrupção.

Atuação medíocre
A atuação do Brasil na ONU raramente foi tão apagada, agora que a missão é chefiada pelo embaixador e ex-chanceler Mauro Vieira.

Ruim como sempre
Aboletado na estratégica embaixada em Roma, Antônio Patriota sumiu: seu desempenho é tão medíocre quanto nos tempos de chanceler.

Luiz Alberto quem?
A embaixada em Lisboa perdeu protagonismo. O ex-chanceler Luiz Alberto Figueiredo é até desconhecido em setores no governo local.

Lulistas no comando
Embaixadas como a de Paris, Madri e Viena, essenciais à execução da política externa brasileira, continuam entregues a lulistas inveterados.

Melhor negócio não há
São mais de 90 milhões de veículos registrados no Brasil, apenas 55 milhões de fato circulam. Mesmo parados, todos pagam o Dpvat.

Leniência e cumplicidade
O Dpvat tem sido alimentado desde sua criação por políticos e governos lenientes. Todos também estão na mira da PF e do MPF.

Devolução da tunga
A esperança é que a investigação resulte na devolução de grande parte dos R$ 220 bilhões que o Dpvat já gerou para seguradoras espertas.

Flávio de volta
O empresário Flávio Rocha (lojas Riachuelo) está disposto a disputar a Presidência da República. Pretende ressuscitar o imposto único, sua bandeira como deputado federal, e até abril vai escolher um partido que lhe garanta ao menos um minuto de propaganda eleitoral.

TSE em movimento
A partir do dia 14, Luis Roberto Barroso, do STF, será ministro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral. Em 15 de agosto, Luiz Fux cederá a presidência do TSE à ministra Rosa Weber, com Barroso na vice.

Cara a tapa
Insultado por três servidores ligados ao PT que se diziam “defensores dos pobres”, o governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB), não se intimidou: “Vocês estão defendendo os enrolados na Lava Jato!”.

Apenas marketing pessoal
Vender pelo dobro do preço a mesma gasolina vendida no Paraguai serve apenas ao marketing pessoal de Pedro Parente, presidente da Petrobras. Ele dirá depois que “salvou” a estatal, mas omitirá que isso só foi possível graças à exploração inclemente do povo brasileiro.

Otimismo no Rio
Na OAB nacional, o atual presidente da seccional do Rio de Janeiro, Felipe Santa Cruz, comemora o apoio de São Paulo e do Espírito Santo à sua candidatura a presidente do conselho federal da entidade.

Enganadores
Informe da “agência reguladora” de águas Adasa faz parecer que foi obra sua o reservatório principal do DF superar metade da capacidade, e não do povo, submetido a sofrido racionamento por dois dias semanais.

Má notícia para Lula
Abaixo-assinado no site Change.org, direcionado à ministra Cármen Lúcia (STF) contra a revisão da prisão após condenação em segunda instância, conseguiu mais de 27 mil assinaturas em menos de 24 horas.

Reforma, já
Investigações, denúncias e condenações de políticos já deviam ter levado a mudar o pronome de tratamento de parlamentares. Está cada vez mais difícil chamar alguns deles de “sua excelência”.

Pensando bem…
…com tantos integrantes, o bloco da Papuda está próximo de rivalizar com o cordão do Bola Preta e o Galo da Madrugada, neste Carnaval.

ACM apoiou com mão-de-ferro a ditadura, na Bahia. Governador, proibiu passeata em solidariedade à greve no ABC paulista, liderada por Lula, o metalúrgico. O deputado Elquisson Soares, presidente do PMDB, telefonou a ACM fazendo-lhe um último apelo. Ele negou e ainda provocou: – O que vocês acham da invasão russa no Afeganistão?
– Somos contra. Mas também somos contra a repressão no Brasil.
– O quêêê?! – gritou ACM, do outro lado da linha – Me respeite!
– Me respeite você! – devolveu o deputado.
– &*%$#@*&! – gritou ACM um palavrão impublicável. – &*%$#@*&! – respondeu Elquisson no mesmo tom, desligando.
A passeata, claro, foi dissolvida pela pancadaria da polícia de ACM.

outros destaques >>

Facebook

Twitter