quarta-feira, 17 de julho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

“Quando o destino fecha uma porta…abra a cabeça, e não fique culpando o destino pela porta fechada”

Macário Batista

Colunista - Política

terça-feira, 09 de julho 2019

Imprimir texto A- A+

A observação popular, leva ao sentimento de que nem tudo estará perdido, quando tudo parece que está perdido. Mas dizem também que, o que não tem remédio, remediado está. Esse leriado todo é pra falar do encontro da Comissão de Saúde da Assembleia do Estado, com o secretário de Saúde, dr. Cabeto, um dos bem sucedidos médicos cearenses que alcançou, a pedido do governador Camilo Santana, o estrelado manto de secretário. O dr. Cabeto foi estudar gestão médica-pública pra encarar colegas, lá dele, médicos, muitos passados na casa do alho como prefeitos e gestores e que conhecem não só de medicina, como ele, como de administração pública, coisa que fizeram, ou fazem, com as “unhas”, sem recursos de toda sorte. O comando da reunião, apesar da presidência da deputada dra. Silvana, foi do deputado dr. Antonio Granja, macaco velho na arte de fazer saúde com sabedoria médica e muita fé, porque quase sempre sem recursos. Restou que Cabeto acabou alinhando para a Assembleia, que anda avessa às suas negativas de audiência a parlamentares, esses pontos:1. Pagamento dos MAPPs. 2. Central de Regulação. 3. Soro antiofídico para Hospitais Pólo. 4. Reajuste dos Hospitais Pólo. 5. Política Antidrogas. 6. PPI – Medicamentos para os Municípios. 7. Cirurgias Eletivas – Filas- Projeto de 100.000.000,00 não executado. 8. ABEMP, pauta criada na hora, de acordo com os interesses conjunto, da Secretaria e do entendimento dos deputados da Comissão. Foram lá, ouvir e ser ouvidos: – Dra. Silvana Oliveira (Presidente da Comissão)- Antônio Granja (vice-presidente)- Romeu Aldigueri – Guilherme Landim – Dr. Carlos Felipe- Fernanda Pessoa- Marcos Sobreira- Nezinho Farias- Deputado Federal Jaziel Pereira.

Projeto de Aderlânia
Aprovado na Assembleia Legislativa, “o projeto de indicação nº 45/2019, de autoria da deputada Aderlânia Noronha, que cria o Programa de Empregos para Mulheres Vítimas de Violência Doméstica e Familiar no Estado do Ceará”. Segundo a parlamentar, o Programa objetiva ajudar mulheres que, após sofrer violência física ou moral, buscam retomar a vida social.

Obra de Heitor
A Câmara dos Deputados, em Brasília, recebeu Sessão Solene em homenagem ao aniversário de 184 anos da Polícia Militar do Ceará. Requerimento do deputado federal Heitor Freire (PSL/CE).

Eles querem
o fim disso
Nos primeiros seis meses deste ano, o Banco do Nordeste aplicou R$ 18,8 bilhões na economia da Região, por meio de mais de 2,4 milhões de operações.

Dá urticária neles
O montante representa um crescimento de 9% em relação ao mesmo período de 2018, quando a instituição havia contratado R$ 17,4 bilhões.

Apanha
porque quer
“Eduardo Girão quer proibir comércio de bebidas alcoólicas nos estádios do País”. Deu no jornal. Nas redes, senador tá apanhando mais que galinha pra largar o choco.

Cadê a valentia?
Foi um arranca rabo quando o Raspadinha deu uma esculhambada no deputado Nezinho e chamou o colega, lá dele, de pertencente a facção do crime.

Cadê a valentia 2?
Partidos foram pra cima e pediram Conselho de Ética na Assembleia para o deputado acusador sem prova e etc. e coisa e tal.

Cadê a valentia 3?
Aí o Raspadinha foi a Nezinho, montado num jegue (não confundir com Nezinho do Jegue) e pediu desculpa. Cadê o Conselho de Ética? E a valentia? Mórreu?

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter