quarta-feira, 26 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

A salvação para nosso crescimento é o turismo

Solange Palhano

Colunista - + CADERNOS

sexta-feira, 31 de maio 2019

Imprimir texto A- A+

Há 16 anos, estive reunida com o responsável pelo turismo em Portugal, para desenvolver um projeto entre aquele país e o Ceará. Fiquei indignada com a falta de visão do respectivo. Mostrei a ele que os brasileiros faziam de Lisboa uma entrada para a Europa e não permaneciam lá. Desconheciam a beleza e a cultura de nossos colonizadores.

De uns oito anos pra cá, tudo mudou. Os portugueses despertaram que a única solução para o país crescer é por meio do turismo. Passaram a ser simpáticos e hospitaleiros. Antes, eram grosseiros e achavam que estavam fazendo um grande favor em deixar estarmos visitando suas cidades.
Mais de 12,76 milhões de turistas estrangeiros visitaram Portugal no ano passado. O novo recorde representa um crescimento de 0,4% face a 2017. Além dos estrangeiros, outros 8,2 milhões residentes em Portugal visitaram suas cidades. No total, houve o registo de 21 milhões de hóspedes, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). Sua extensão territorial é de 92.090 km.

O Brasil, com extensão territorial de 8.514.876 km, quinto maior país do planeta, recebeu menos turista que Portugal, o Museu do Louvre, em Paris, Argentina e Chile. Mesmo tendo famosas praias, maior floresta tropical do mundo, uma diversidade cultural, povo altamente hospitaleiro, alegre e informal. Em 2018, vieram para o Brasil apenas 6,6 milhões de estrangeiros. Museu mais visitado do mundo recebeu 7,6 milhões.

Em comparação aos vizinhos da América do Sul, a situação não é melhor. Segundo dados da Organização Mundial do Turismo, o turismo internacional no continente cresceu 6,3%, em 2016, e 8,4% em 2017. No Brasil, as taxas de crescimento foram de 4,5%, em 2016; 0,6%, em 2017; e 0,5%, em 2018. No Peru e na Argentina, por exemplo, o turismo internacional cresceu, no ano passado, 10% e 7,5%, respectivamente, segundo informações do Ministério do Comércio Exterior e Turismo do Peru e do Instituto Nacional de Estatística e Censos da Argentina.
Por que nosso país, com todo o potencial para explorar essa mina de ouro, que é o turismo, não consegue? Em primeiro lugar, falta de vontade política. Em segundo, nossa segurança, que amedronta os estrangeiros. Tanto para o os turistas brasileiros como para os do exterior, há também os valores altíssimos de hospedagem, de transporte aéreo e alimentação. Uma pousada em Jericoacoara custa, em média, R$ 400,00 em baixa temporada. Um hotel, em Fortaleza, três estrelas R$ 500,00. Café da manhã, em uma padaria, com um sanduiche mixto, suco e um expresso R$ 35,00. A passagem para Rio de Janeiro, São Paulo para Fortaleza, R$ 3.000,00.

Já em Portugal, Espanha e Itália, a passagem Fortaleza para esses países custa R$ 2.300,00 sem promoção e ainda tendo o direito de parar em outro país sem custo. Um hotel quatro estrelas, mesmo com o euro em alta, para o casal, será de R$ 800,00, café na padaria, R$ 10,00 e as outras refeições, em um bom restaurante, com bebida, custará R$ 120,00. Aqui, se você for a um bom restaurante, gasta, no mínimo, R$ 200,00.
A imprensa brasileira também tem culpa no número medíocre de visitantes ao nosso pais. Seus noticiários só divulgam desgraça. Quem não tem o hábito de ir ao Rio de Janeiro pensa que é um caos. Passear na Zona Sul do Rio ,a qualquer hora é super tranquilo.
Se não houver uma conscientização das autoridades, dos empresários e diminuição da carga tributária, não chegaremos, nunca, a alavancar o fluxo turístico em nosso país.
Esses são os motivos porque não conseguimos competir nem com o número de visitantes do Louvre.

JCPM na Fiec
O empresário João Paes Mendonça (foto), falando na Fiec sobre seu investimento em Portugal. Hoje proprietário da Vinícola Santa Izabel, declarou que bebemos, aqui no Brasil, imposto, não vinho. Porque 60 por cento do valor de uma garrafa de vinho que chega ao Brasil são de impostos. Quanto ao momento político e econômico que estamos passando, considera muito difícil, mas como é uma pessoa otimista, acredita que vai melhorar. Com seu jeito espontâneo e sincero, falou que o governo do PT foi um desastre e que o de Bolsonaro não anda bem, apesar de a equipe econômica ser muito competente. Mandou os filhos do capitão pararem de falar besteira e não intervirem no governo do País, pois só atrapalha.

Anac

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) foi criada com o objetivo de normatizar e supervisionar a atividade de aviação civil no Brasil, tanto no seu aspecto econômico, como qualidade de serviços e técnicos, ou seja, fiscalizar para que seja oferecido o bom atendimento aos consumidores. Não é esse o trabalho que agência demonstra executar. Parece que ela é representante dos interesses das companhias aéreas. Mas, esta semana, foi surpreendida pelos deputados que votaram projeto liberando a existência de capital estrangeiro nas companhias aéreas, como também o retorno da gratuidade de uma bagagem. No passado, foi autorizada esta cobrança, pela Anac, com a obrigação das companhias diminuírem o valor das passagens. Pelo contrário. Elas fizeram foi aumentar e a Anac não tomou nenhuma medida. A concorrência chegando, também, diminuirá o valor dos bilhetes.

Deputado Salmito propõe tempo integral para escola no Pan-Americano

A Escola de Ensino Fundamental e Médio Anísio Teixeira, localizada no bairro Pan-Americano, nesta capital, poderá passar a oferecer tempo integral aos seus alunos. É que foi aprovado, na última terça-feira (28), na Comissão de Constituição, Justiça e Redação, da Assembleia Legislativa, o projeto de indicação, de autoria do deputado Salmito Filho (PDT) para esse fim. Agora, é aguardar que o projeto seja deliberado no plenário da casa.

Juiz Antônio Pádua toma posse
como desembargador hoje

O juiz Antônio Pádua Silva, titular da 5ª Vara de Execuções Fiscais de Fortaleza, será empossado no cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), às 16 horas, desta sexta-feira (31). O ato solene será conduzido pelo chefe do Judiciário cearense, desembargador Washington Araújo.
O novo integrante do tribunal será saudado pelo desembargador Francisco de Assis Filgueira Mendes (da 3ª Câmara de Direito Público), que falará em nome dos demais integrantes do Judiciário estadual.
Antônio Pádua tem quase 32 anos de serviços dedicados à magistratura cearense, inclusive, atuou como juiz convocado do Tribunal no período de 2015 a 2018. Atualmente, compõe a 2ª Câmara Criminal e o Tribunal Pleno como juiz convocado. Ele ocupará a vaga que surgiu com aposentadoria da desembargadora Sérgia Maria Mendonça Miranda.
Em decorrência da solenidade da posse, o desembargador Washington Araújo determinou expediente único para os servidores lotados no tribunal, que será das 8 às 14 horas, exceto na Coordenadoria de Protocolo e no Malote, que permanecerão com o horário normal de atendimento. Além disso, os prazos processuais serão prorrogados para o primeiro dia útil subsequente.

Perfil
Natural de Missão Velha (CE), Antônio Pádua Silva nasceu em 2 de agosto de 1958. É filho de Francisca Tilde Silva e Clodomir Silva Lima. Titular da 5ª Vara de Execuções Fiscais, ingressou na magistratura cearense em outubro de 1987, como Juiz Substituto da Comarca de Aracoiaba. Conta, portanto, com quase 32 anos de judicatura. Tem Especialização em Direito Processual Penal.
Adquiriu a vitaliciedade em 21 de outubro de 1989. Enquanto juiz da Comarca de Aracoiaba, respondeu pelas comarcas de Redenção, Itapiúna, Pacajús e 2ª Vara da Comarca de Baturité. A partir de fevereiro de 1992, foi promovido por merecimento para juiz Zonal de Crateús.
Em fevereiro de 1993, também por merecimento, foi promovido para Comarca de Acopiara. No exercício da jurisdição eleitoral, exerceu as funções de juiz nas seguintes Zonas: 67ª (Aracoiaba); 33ª (Canindé); 98ª (Itapiúna); 52ª (Redenção); 61ª (Tamboril); 93ª (Monsenhor Tabosa); 39ª (Independência); 2ª (Crateús) e 60ª (Acopiara).
Em fevereiro de 1996, foi promovido, por antiguidade, para a então 5ª Vara de Execuções Fiscais e de Crimes contra a Ordem Tributária. Também ocupou o cargo de juiz Auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça na Gestão do desembargador João de Deus Barros Bringel.
De fevereiro de 2005 a janeiro de 2013, atuou como juiz Auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça nas gestões dos desembargadores João de Deus Barros Bringel, José Cláudio Nogueira Carneiro, João Byron de Figueiredo Frota e Edite Bringel Olinda Alencar.

Rio São
Francisco

Como filha de pais cearenses, a primeira-dama do País poderá ajudar o nosso Ceará, é o que esperamos. Uma esposa no ouvido do marido consegue tudo, até finalizar a construção do trecho da transposição do Rio São Francisco que fica em nosso estado.

Andar de
bicicleta
Andar de bicicleta, nas ciclovias de Fortaleza, é um risco grande. Não há manutenção delas. Buracos e lixo à vista, a todo instante. Uma boa gestão não é só fazer obras, mas mantê-las também é obrigação.

Adoção
responsável
Nesta semana, que marcou o Dia Nacional da Adoção, 25 de maio, a Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, por unanimidade, em sessão ordinária, o projeto de lei que promove a adoção responsável. O projeto é de autoria do vereador Iraguassú Filho (PDT) (foto), que visa diminuir os casos de abandono de recém-nascidos, aborto e adoção ilegais. A proposta autoriza a instalação de placas informativas, em unidades públicas e privadas de saúde e de assistência social de Fortaleza, informando a possibilidade de doação legal de crianças em adoção, medida prevista no Artigo 13, parágrafo 1o e 19-A do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter