quarta-feira, 16 de janeiro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Sou nem baú…

Macário Batista

Colunista - Política

sexta-feira, 21 de dezembro 2018

Imprimir texto A- A+

 

Juro que o tom não era de deboche, não era de mangoça, não era de molecagem, mas foi-me feito a pergunta em meio à leitura da notícia oriunda do press release do Ministério Público Eleitoral do Ceará: “Macário, nos seus mais de 50 anos de Jornalismo, já viu um deputado, ou qualquer político, deixar de tomar posse em seus mandatos por conta de proibições eleitorais”? Não, não vi nem soube. Pode ser, pode não ser que tenha algo pela aí, por aqui, porém, sei disso, não. Era em grupo, a conversa no universo político onde há muito,muito,muito tempo navego. Águas claras, águas turvas, águas desarrumadas, violentas, pororocas. Por todos os mares e rios e lagoas naveguei e navego. E não sei se isso um dia ocorreu. O Ministério Público, pede, na hora do vamos ver, que se cassem direitos de eleitos de suas posses e/ou diplomações. E mais: sobrou até pra neguim que levou ferro na eleição de outubro passado. Se era pra causar desumanidade, pelo visto, não colou. Se era de verdade, pelo visto vai dar trabalho pra advogado. Se era pra marcar posição… bom, aí são outros 500 anos, outros tempos. Minha novela das 9 fala de congelados que saíram do degelo 136 anos depois de um naufrágio na Patagônia. Minha novela das quase 10 horas, tem como protagonista, artista principal, um gato que se chama Leon. Pelo sim, pelo não, aguardo a retrospectiva. Às vezes, a gente vê lá o que nunca viu numa reportagem reeditada.

Frase. “Existem duas coisas importantes na vida; O motivo e o momento! Teremos várias vezes o mesmo motivo, mas jamais teremos o mesmo momento!”. — De um observador da cena.

 

Negócios coloridos.
A Hidracor, J.Macêdo, comprou a Hipercor, Edson Queiroz. Comprou a marca e as linhas de produtos. A marca Hipercor ficará no portfólio da Hidracor.

Descobrindo caminhos
Vistos na Assembleia do Estado, buscando pouso, o querido Salmito FIlho e o nada simpático, dizem, ex-deputado federal Victor Valim.
Pé-de-cá-te-espero
Diz que o neófito deputado estadual eleito, Cheira Sal, estaria alardeando dedurar coisas do ambiente interno de seus futuros colegas da Assembleia Legislativa.
Aprende rápido
Como é um rapaz inteligente, tanto que conseguiu ser o mais votado no Estado ensinando a depilar o ânus, deveria ler, no regimento da casa, sobre quebra de decoro.
Fazendo as contas
Saiu pela aí que Fortaleza tem a perspectiva de um 1,2 mihão de pessoas na passagem do ano, no Aterro de Iracema. Pode ser; de certo que sim, de certo que não.
Noves fora
Se contar com picolezeiro, vendedor de rolete de cana, e as turmas do Maracanau e do Soure, com todo respeito, possa ser,riem os cáusticos. E a expectativa da hotelaria?
Algo de bom
Nesse disse-me-disse, fico com a informação de que Fortaleza seria, hoje, o segundo Révellion mais procurado no Brasil.
Direito a bala
Primeiro o Rio, com direito a bala, roubos, sequestros, assaltos e tal. Depois, nós com um ou outro batedor de carteira.
Bancada nova
Diz que no Legislativo estadual cearense tem bancada pra tudo. A mais nova a se juntar aos grupos será a bancada da vaquejada, que será puxada pelo Queiroz, que vem do time de Roberto Cláudio. Tem outros.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter