quarta-feira, 26 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Todos são animais

Fernando Maia

Colunista - Política

quarta-feira, 12 de junho 2019

Imprimir texto A- A+

Eleito ontem presidente da comissão especial da Câmara para analisar o projeto de lei que aumenta a punição a quem pratica maus-tratos fere ou mutila animais, o deputado Célio Studart. No seu pronunciamento, disse que pessoas que maltratam animais, também, maltratam seres humanos na mesma proporção e têm coragem de cometer absurdos que não conseguimos nem imaginar. E de modo enfático frisou bem:” É uma pessoa que não pode ser tolerada no convívio social, porque é desumano, um monstro, um psicopata”. Sua devoção aos animais foi tamanha que alguns parlamentares comentaram a ausência, na nossa bancada, de outro deputado que se empenhasse tão bem ou na mesma proporção, em defesa do “homo sapiens”. Não se sabe se quis se referir aos seus colegas da Câmara dos Deputados, mas é fato do conhecimento público que o Congresso Nacional está superlotado de entes que a natureza humana rejeita em seu convívio social. Referindo-se ao colegiado que presidirá, Célio afirmou que ele carrega a esperança de milhares de defensores e protetores de animais que não aturam mais a impunidade no Brasil. O deputado está merecendo cumprimentos pelas entrelinhas do seu pronunciamento. Elas refletem o gênero humano do lado podre do Congresso que o povo quer fora da vida pública do país. Todos são animais, uns de quatro pernas e outros de duas que são os de maior complexidade perniciosa.

Exemplo de superação. A deputada Tabata Amaral é cientista política, congressista, astrofísica e ativista pela educação brasileira. Eleita pelo estado de São Paulo, é filha de um trocador de ônibus e mãe diarista, tornou-se o maior exemplo nacional de superação. Foi descoberta por Ciro Gomes, que a trouxe dos EUA, depois de conhecê-la numa de suas palestra para universitários americanos. A sua dedicação à juventude e às causas educacionais são virtudes a serem seguidas por pessoas que querem o bem do País.

Queixas e magoas. Samuel Braga, presidente do Patriotas, tem pesadas queixas dos deputados Bruno Gonçalves, Nizo Costa e Apóstolo Henrique. Os três foram eleitos pelo seu partido, atraídos pela baixa legenda, e 30 dias após a solenidade de posse, deixaram a agremiação sem nenhuma explicação.

Agonizando. O PMDB é um partido desmotivado e quase morto, depois da derrota do senador Eunício Oliveira. Outrora campeão de votos e de representantes no Legislativo estadual, hoje, está limitado a dois deputados: Daniel Oliveira e Leonardo Araújo. Essa desmotivação foi ainda da Era Eunício, presidente que nunca reunia a bancada nem conversava com os correligionários.

Vereador clandestino. Se na Assembleia Legislativa a situação do PMDB não é boa, muito pior é na Câmara Municipal, onde o único vereador, o veterano Casimiro Neto, estará deixando a agremiação, nos próximos dias, batendo em retirada por se sentir totalmente desprezado pela direção partidária, que não sabe se ele existe depois de 40 anos de filiação. Que consideração, heinnn.

Conta e risco. Serviu de gozação nos meios jurídicos o despertar do presidente da OAB-CE, ao pedir o afastamento do ministro Sergio Moro. Em vez de se voltar para o cenário nacional, o Senhor Reinaldo Dantas deveria se dedicar à seccional do seu estado, ainda carente da gestão salvadora que se propôs a fazer. Se quer moralizar pedindo a cabeça de Moro, melhor prosperar com a Operação Expresso 150, essa sim, da sua conta e risco…

Mais vereadores .Está aberto no PDT o curso para formação de novos líderes e candidatos para trazer sangue novo à agremiação. Mas, é em São Paulo, com franquia para qualquer filiado do Brasil. Esse trabalho se destina a incentivar candidaturas a vereador.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter