quinta-feira, 20 de junho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Um projeto polêmico

Julieta Brontee

Colunista - + SUPLEMENTOS

sexta-feira, 05 de abril 2019

Imprimir texto A- A+

Num país onde um dos setores mais carentes de melhoria e de modernidade, o que exige um grande e total empenho de todos os agentes políticos e educacionais, o surgimento de ideias polêmicas não pode trazer boas contribuições nesse campo. A mais recente “novidade” é a implantação de um modelo atípico de ensino, chamado de “homeschool”, ou escola doméstica, caseira, como queiram. A ideia, que deverá ser lançada na semana, através de Medida Provisória do Governo Federal, é fazer de residências escola, o que impedirá a necessidade de crianças e adolescentes terem que estudar fora do lar.

Observado às pressas, a idéia pode até parecer inovadora e aceitável, tendo em vista os problemas de falta de escolas suficientes para acomodar toda a demanda dos pais de família, sempre em busca de escolas menos afastadas dos locais onde residem. Alegam ainda os defensores da proposta que, em casa, os pais de família poderão proporcionar aos seus filhos ensino de melhor qualidade. O projeto, defendido pela ministra Damares, assim como por alguns deputados, no caso do Ceará, não parece levar em conta um fator ainda sem solução, ou seja, o que ganharão os professores e a quantos alunos poderão atender.

Quem defende a “homeschool” parece ignorar que esse sistema foi o único de que dispunham as famílias, em locais afastados das cidades, em todo o país, quando professoras ou professores sem ao menos o curso primário, eram usados para oferecer as primeiras noções do que vem a ser ensino escolar. Em outros casos, essas escolas eram inventadas em ano de eleição para ensinar eleitores a assinarem pelo menos o nome na hora de requerer o título eleitoral e de votar. Como sabemos o projeto já foi rejeitado pelo STF, e a MP que vem por aí tem a rejeição da maioria dos congressistas.

10 ANOS DE ACQUARIO

Há muitos meses, nem mesmo deputados de oposição na Assembleia Legislativa não tocavam num dos seus temas prediletos: criticar o Acquario do Ceará, polêmico projeto que foi lembrado no Plenário. Dois ou três parlamentares oposicionistas, que tocaram no assunto, queriam saber apenas como anda o projeto, em que já foram enterrados R$ 200 milhões.

FALTA DE INTERESSE

Já se sabe que não há condições para o atual Governo do Estado concluir espetaculoso projeto do Acquario. Agora, o que preocupa é a falta de interesse por investidores nacionais ou estrangeiros pelo projeto.

AFASTAMENO NECESSÁRIO I

Por iniciativa do deputado Beto Pereira (PSDB-MS), encontra-se em tramitação, na Câmara dos Deputados, projeto de Lei em que ele apresenta uma proposta bastante razoável  que é de juízes de Direito e membros do MOF e MPE se afastem de seus cargos pelo menos cinco anos antes dos pleitos.

AFASTAMENTO NECESSÁRIO II

Com tal medida, muitos desses membros do Judiciário terão muito mais legitimidade. Há casos históricos, como o do desembargador Faustino de Albuquerque, em 1947 saltou direto do TRE-CE para ser candidato, e eleito para o Governo do Estado pela UDN.

MELHOR TARDE …

Depois de muitas décadas de cobranças de todo o país, o Congresso Nacional resolve entrar em cena para tentar resolver um dos problemas mais graves que assolam a nossa sociedade: a falta de saneamento básico, causa de mais de metade de todas as doenças dos brasileiros. Para tanto foi criada a Comissão Mista do Saneamento Básico, que tem como relator o senador cearense Tasso Jereissati, cujo relatório já foi aprovado.

DESPREPARO PARA O INVERNO

Segundo denunciava na tribuna da AL-CE o deputado Delegado Cavalcante (PSL) por mais que tenham acontecido casos graves de enchentes no interior do Estado em consequência de invernos rigorosos, essa situação se repete, como se nada tivesse ocorrido.

SITUAÇÃO DE RISCO

Agora mesmo, vários municípios localizados nas proximidades de açudes vivem situações de angústia e de prejuízos. Vários deles foram obrigados a antecipar as férias escolares. O pior é que, embora esses riscos sejam mais do que expostos, ficam os municípios esperando pelo Estado, e este esperando pela União.

PDT-CE NA REFORMA

Em Brasília, o PDT do estado do Ceará terá dois dos seus nomes para participar da Comissão Especial da Reforma da Previdência, sendo eles André Figueiredo, presidente regional da sigla, e Mauro Filho, ex-secretário da Fazenda, nacionalmente respeitado. Há diferenças entre as posições de ambos. Enquanto o primeiro, seguindo o pensamento do partido, só pensa em barrar o projeto do governo, o segundo, do alto da sua competência, em vez disso, tem em mãos valiosas sugestões e alternativas para uma boa reforma previdenciária.

ATRASOS DO “MINHA CASA…”

A situação já era prevista, desde que os governos petistas, com todo o alarde lançaram o projeto “Minha Casa, Minha Vida” que, segundo eles, acabaria com a situação de sem-teto em todo o país. No momento, a situação mostra o contrário. Depois da saída de Lula, começaram os atrasos e hoje, há séria ameaça de paradeiro do programa. Nesta semana, manifestação à frente da agência da Caixa, na Praia de Iracema, cobrava a entrega de residências em atraso, e com centenas sem terem onde morar, embora tenham sido contempladas com casas.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter